Análise TeK: Dell Vostro 5568, um leve portátil que "faz tudo" em ambientes profissionais

É um dos novos modelos da nova linha 5000 da Dell e destina-se a um uso total em ambientes de pequenas e médias empresas. Confira o desempenho de um portátil com design sóbrio e leve, que é também capaz de lidar bastante bem com momentos de entretenimento doméstico.

dell 5000

Para trabalhar bem todos os dias, todos precisamos de boas ferramentas de trabalho, correto? É por isso que esta configuração da nova linha Dell Vostro 5000 se afigura como uma boa opção entre os portáteis destinados a empresas, acima de tudo.

Tivemos oportunidade de constatar isto mesmo ao observar (e experimentar) o Vostro 5568 mais de perto e mostramos-lhe já a seguir as razões que fazem com que possa ser uma boa opção para o segmento a que se destina.

Mas comecemos pelo que mais nos saltou à vista numa primeira abordagem e assim que retirámos o portátil da caixa: o peso do Dell Vostro 5568. Tendo em conta que se trata de uma máquina destinada a um segmento empresarial, esta mostra-se bastante leve (1,98 kg) e fina (19,2 mm de espessura, com 380 x 252,5 mm nas outras medidas). Isto nota-se pela forma descontraída como podemos agarrar no portátil aberto ou fechado, transportando-o sem problemas do escritório para a sala de reuniões.

 

Depois, o corpo elegante e o design discreto deste Dell, em tons de cinzento mate, convencem pela sobriedade típica de um portátil do género. Não há “ornamentos” a mais, não é necessário. Nem há linhas agressivas e adornadas. Apenas um chassis pensado para não cansar corpo e mente enquanto se trabalha ao longo de várias horas.

Boas impressões

Aqui este conceito tem sucesso, reunindo três ou quatros pontos determinantes no dia a dia. Primeiro, destaque para o leitor de impressões digitais arrumado à direita, por baixo do teclado. Quase passa despercebido, mas é a forma mais eficaz, rápida e segura de entrar no Windows 10 Pro (64-bits)  instalado de raiz. Depressa nos habituamos ao processo.

Depois, uma palavra especial para o teclado. Poucos são os portáteis deste segmento e nível de preço que incluem uma unidade retroiluminada, que faz com que seja possível terminar aquele relatório mais complicado no acolhedor escuro lá de casa, já tarde. Além disso, está presente a indispensável secção numérica e momentos de escrita mais silenciosos do que esperávamos, dado o baixo perfil das teclas tipo chiclete. A acompanhar, o grande touchpad faz o seu trabalho.

Configuração flexível

Tal como o design, também o “recheio” desta versão do Dell Vostro 5568 se mostra consistente, tendo em conta a finalidade a que se dirige e ao preço, obviamente. Antes disso, é preciso notar que o ecrã Full HD de 15,6 polegadas tem uma palavra a dizer. Para trabalhar não é preciso mais e, numa ou outra “tarefa” multimédia de entretenimento lá em casa, está em muito bom nível, isso é certo.

Por falar nisso, confirma-se essa faceta “equilibrada” deste portátil, por assim dizer. Não pense que poderá com ele editar vídeo 4K ou imagens em Raw a nível profissional, nem tão pouco correr os mais recentes e exigentes jogos num momento de descontração em casa. Para isso, terá de procurar um modelo mais bem equipado e num segmento diferente deste, que é mais virado para a produtividade.


 

Contudo, situações de casual gaming são bastante bem-vindas e os componentes selecionados para esta configuração dão conta do recado. E são eles um processador Intel Core i5 de sétima geração – o 7200U a 2,50 GHz, 8 GB de memória e duas unidades gráficas, a integrada Intel HD Graphics 620 e a dedicada Nvidia GeForce 940MX, com 4 GB.

É graças a este último ponto que os momentos de casual gaming e uma ou outra tarefa mais exigente pode ser executada, sem esquecer o discos SSD de 256 GB. Aliás, a presença deste elemento ajuda bastante a fazer com que o Vostro 5568 seja assim leve e fino.

Autonomia em bom nível

Assim, além do que já referimos e notámos durante a nossa utilização, entre tarefas de trabalho e momentos de lazer, refira-se que o Dell Vostro 5568 alcança no PCMark 8 pontuações de 2785 no modo Home e 2760 em Creative, sendo esta última análise ao nível de um uso com programas de edição de vídeo e fotos “ligeira”, por exemplo.

Ao nível da autonomia, ficamos satisfeitos com o resultado, sem dúvida, num contexto específico do trabalho que efetuamos na redação diariamente, entre redimensionar e editar fotos para a Web, fazer videochamadas pelo Skype, navegar e pesquisar na internet de forma constante, efetuar streaming de música e correr programas de produtividade Office e outros – cerca de 225 minutos, o que é equivalente a uma jornada extensa fora do escritório.

Como complementos, o Dell Vostro 5568 inclui o que faz falta numa máquina do género: três portas USB 3.0 e uma 2.0 (não tem USB-C), Bluetooth, VGA, HDMI, Ethernet e leitor de cartões SD. Quanto ao som, com a tecnologia Waves MaxxAudio da Dell por trás, é razoável. Além disso, em caso de “acidente” no escritório, um sistema de queda livre “bloqueia” o disco, diz a Dell, para garantir que ficheiros e informações armazenados não ficam corrompidos.

Em suma, se procura um portátil com boa relação desempenho/design/preço (799 euros) para substituir os portáteis que de momento tem na sua PME, aqui está uma boa opção, sem dúvida, desde que, como já referimos, não seja necessário executar tarefas mais exigentes do ponto de vista do processamento, memória e gráficos. Autonomia mais do que suficiente para o dia a dia fora do escritório, teclado competente e um design leve, acima de tudo.

Nokia 3310

O Nokia 3310 recupera a nostalgia de uma das primeiras gerações de telemóveis. Está disposto/a a comprar um?

Mais informação

  • Sim e vou abandonar o meu smartphone

    19%

  • Sim, mas só para jogar Snake

    10%

  • Vou oferecer a alguém

    10%

  • Não, é só um "dumbphone"

    59%