Análise TeK: Imprimir, fotocopiar e digitalizar de forma prática com a nova HP Envy

O modelo 4520 desta gama da HP não é o all in one mais completo do mercado, mas vai conseguir satisfazer qualquer necessidade de trabalho ou lazer na maioria dos escritórios domésticos. E tudo por 80 euros.

tek hp envy 4520

A inveja é um dos pecados capitais, como bem sabe, e será certamente uma das sensações que os seus amigos irão sentir sempre que visitarem o seu escritório caseiro e avistarem um equipamento multifunções com as características que esta Envy 4520 da HP apresenta.

Não se trata de um dos modelos mais bem equipados e mais rápidos neste segmento, é certo, mas, a troco de 80 euros, não podemos – nem devemos – pedir mais. Muito pelo contrário. Vai conseguir imprimir, digitalizar e fotocopiar qualquer documento que seja necessário no seu dia a dia doméstico, ao mesmo tempo que a rotina de escritório de uma pequena empresa também deverá ficar assegurada com a Envy 4520. Mas vamos ao mais importante.

O design: é o aspeto visual da 4520 que nos parece ser o ponto mais bem conseguido deste all in one, visto que o design ergonómico, por assim dizer, e de baixo perfil resulta bastante bem, com uma estrutura em plástico e os tons de preto que caracteriza muitos equipamentos do género nos dias que correm. 

Falamos de um baixo perfil porque esta multifunções tem apenas 12,7 cm de altura (medidas de 44,5 x 36,8 x 12,7 cm/5,41 kg), o que faz com que consiga passar despercebida em qualquer decoração tida como normal. A elegância também é um argumento. Mas atenção que a Envy 4520 não é portátil – não pense em andar com ela de um lado para o outro, já que o seu propósito é ficar sossegadinha no escritório à espera de um eficaz uso de impressão, digitalização e fotocópia.

Por causa deste design discreto e elegante, pode não conseguir encontrar a bandeja de entrada para até 100 folhas de papel A4 (não é suportada impressão ou qualquer outra tarefa em A3…) à primeira tentativa, já que este elemento é muito “achatado” e está arrumado na parte frontal e por baixo da secção de saída, que é apoiada por um braço que é libertado e recolhido automaticamente sempre que a impressão começa e termina. E que serve para que os resultados das impressões não caiam após concluídos (aconselhamos a que não deixe mais de 25 a 30 folhas empilhadas neste suporte, no entanto).

Ecrã sensível ao toque

Com 2,2 polegadas, o ecrã tátil da Envy 4520 é a única forma de controlar o equipamento, pois não existe qualquer botão físico além do Power que liga e desliga a multifunções. Nem mesmo uma tecla para ativar a ligação Wi-Fi, que está em funcionamento por defeito e sem ser possível desligá-la.

Por outro lado, o sistema tátil do referido ecrã monocromático, apesar de não ser o mais eficaz que já vimos, serve perfeitamente para fazer tudo o que precisa com a 4520, entre fotocópias, digitalizações e impressões, tal como tudo o que diz respeito a configurações. Por falar nisso, a instalação do equipamento é incrivelmente simples e rápida. Basta retirar o equipamento da caixa, escolher o sítio do escritório onde o queremos colocar, ligá-lo à corrente elétrica e pressionar o botão de Power.

Claro que pode sempre ligar a 4520 ao computador via USB, mas, de seguida, o próximo passo será incluir o sistema na rede sem fios que tem em casa. E mais simples não poderia ser: indo às definições consegue detetar a rede wireless sem problemas, inserir a palavra-passe respetiva e ter o sistema pronto para funcionar em poucos segundos.

Impressão em movimento

Não está presente uma ligação de rede Ethernet, nem um leitor de cartões de memória, por exemplo, pelo que as tarefas de impressão e envio de documentos digitalizados/fotocopiados devem ser efetuadas à distância e por Wi-Fi, como já vimos.

Nesse sentido, o que a HP mais destaca neste e noutros modelos das gamas mais recentes é a possibilidade de utilizar as tecnologias HP Direct e ePrint com o apoio do smartphone ou do tablet. Basicamente, pode imprimir a partir do portátil através do suporte Wi-Fi ou utilizar as apps gratuitas que encontra nas respetivas lojas online de apps, que estão bem recheadas ao nível de funcionalidades e opções de impressão.

Melhor ainda: pode recorrer à plataforma Google Cloud Print, não só porque esta é uma impressora “homologada” para o efeito mas também porque é provável que tenha documentos armazenados em serviços Google, principalmente se é utilizador de equipamentos móveis Android. Imprimir à distância é rápido e simples, não traz problema algum, e há compatibilidade para outros serviços como o AirPrint da Apple, por exemplo. Tem dúvidas sobre o modo correto de desencadear todo este processo? A HP facilita-lhe a vida com um útil tutorial, com links para as respetivas apps móveis.

Eficácia em escritórios domésticos

A nova geração de inteiros HP promete maior aproveitamento de tinta e impressões mais eficazes, mas é provável que o relativo bom desempenho da Envy 4520 seja indicado apenas para escritórios caseiros, em que processos de impressão a jato de tinta são necessários apenas para um normal uso do género e não para utilizações mais intensivas.

A qualidade de impressão em documentos de escritório normais é boa e, confessemos, ficámos surpreendidos pela positiva com a qualidade das impressões de fotografias com dimensões até A4, desde que utilizando papel fotográfico (de qualquer marca).

A velocidade de impressão, contudo, não está bem dentro dos intervalos que a marca anuncia. Em média, as já referidas impressões de fotos em A4 demoraram qualquer coisa como 2 minutos e 10 segundos a ficarem completas. Com documentos de textos convencionais, por sua vez, não conseguimos alcançar a velocidade de 10 páginas por minuto em qualidade normal e 18 em qualidade de rascunho que a HP anuncia, tendo ficado a nossa experiência em números e velocidades um pouco abaixo destas. A primeira folha de um vasto conjunto de folhas de um documento Word demorou cerca de 21 segundos a ficar pronta, antes de dar lugar a uma velocidade mais elevada no “debitar” de folhas.

Os resultados, esses, tanto ao nível da qualidade de impressão como na velocidade de secagem, são bons e satisfazem qualquer utilizador doméstico, sem dúvida, estando ao nível dos melhores modelos da HP ou de outras marcas neste segmento de equipamentos multifunções, com preço abaixo da centena de euros. O sistema de dois tinteiros (um preto e outro tricolor, com o código 302 da HP) é adequado, com uma clara poupança de tinta no uso de escritório normal e um “acelerar” de consumo assim que começamos a imprimir fotografias com papel especial.

Para todo o serviço

De resto, e além da resolução de impressão de 4.800 x 1.200 ppp a cores e até 1.200 x 1.200 ppp a preto (indicações dadas como referência pela marca para impressões a partir de um computador…), as restantes tarefas possíveis de executar com a multifunções Envy 4520 são “brincadeiras de criança”.

Fotocopiar um documento é tão simples quanto abrir a tampa superior do dispositivo, colocar o mesmo na área de digitalização e tocar na opção certa no painel principal dos menus que apoiam o funcionamento da 4520, tudo isto usando o ecrã tátil, obviamente. A resolução de cópia é de 600 x 300 ppp a preto e 600 x 300 ppp a cores, sendo possível efetuar ampliações até 400%. No que diz respeito às digitalizações, o processo é equivalente e igualmente célere. A resolução é de 1.200 ppp e é possível gerar documentos nos formatos TIFF, JPEG, PNG, BMP e PDF (até dimensões A4).

Em conclusão…

Não temos dúvidas de que ficará bem servido com a multifunções Envy 4520 caso esteja de momento a montar um escritório doméstico funcional, e se deseja não ultrapassar a marca dos 100 euros. Aliás, o preço recomendado de 80 euros faz com que esta opção se apresente com uma relação muito positiva na relação entre qualidade, design, desempenho e preço.

Melhor ainda: se procura um equipamento do género que não ocupe muito espaço e que “encaixe” bem em qualquer decoração, esta é uma opção a considerar, igualmente. E outra boa notícia é que todo o processo de funcionamento está otimizado para a “nuvem” e para que seja possível imprimir e utilizar a Envy 4520 a partir do smartphone, do tablet ou do portátil, com o apoio de ligações de rede sem fios.

É verdade, contudo, que este não é o modelo mais rápido do segmento, nem tão pouco o mais completo, pois ficaram de lado alguns pormenores normalmente apreciados (como o leitor de cartões de memória, por exemplo). O ecrã tátil, da mesma forma, também não é dos que mais satisfazem – pré-visualizar fotos ou fazer ajustes de edição às mesmas é algo que não é propriamente possível fazer diretamente nesta multifunções. Ainda assim, a HP Envy 4520 é uma “boa máquina”.

Nokia 3310

O Nokia 3310 recupera a nostalgia de uma das primeiras gerações de telemóveis. Está disposto/a a comprar um?

Mais informação

  • Sim e vou abandonar o meu smartphone

    19%

  • Sim, mas só para jogar Snake

    10%

  • Vou oferecer a alguém

    10%

  • Não, é só um "dumbphone"

    59%