O Prémio Inovação PT tinha sido anunciado em setembro de 2016 e o processo de seleção passou por várias fases para identificação dos melhores projetos, contando com uma análise de um júri que envolveu representantes de vários sectores de atividade e no qual o Tek esteve também envolvido.

Paulo Neves, CEO e Chairman da PT, destacou a importância de premiar talento e de divulgar a inovação que se faz em Portugal dentro e fora de portas e recordou as várias iniciativas que a Portugal Telecom desenvolve nesta área, com destaque para a localização do Altice Labs em Aveiro, o apoio a startups e à inovação académica mas também às ideias que surgem dentro da empresa, com um programa que desafia os colaboradores da PT. "Sabemos que ter as infraestruturas e a tecnologia não chega para conseguirmos um país mais inovador. É preciso taleto", afirmou na abertura da cerimónia de entrega do Prémio Inovação PT.

Os vencedores desta primeira edição são projetos com uma forte componente de investigação científica. Separados em duas áreas, o prémio Academia foi entregue à NEUROPSYCAD, que atua na área do diagnóstico de doenças neuropsiquiátricas através da utilização de algoritmos de inteligência artificial que permitem reduzir o tempo necessário para o diagnóstico e aumentar a fiabilidade.

tek neuropsycad
créditos: (@)Helena Costa

, enquanto o prémio Startup distinguiu a MATER DYNAMICS que desenvolveu um projeto na área da nanotecnologia, com o QStamp, um sensor flexível, de baixo custo, que pode detetar alterações da condição dos produtos alimentares medindo vários parâmetros como a temperatura, humidade, pressão e luminosidade.

tek matterdynamics
créditos: (@)Helena Costa

O vencedor da categoria Finalistas Mestrado/Doutoramento recebeu um prémio monetário de 5 mil euros, para além de serviços Cloud PT no valor de 5 mil euros, enquanto o vencedor da categoria Startups recebeu um prémio monetário de 15 mil euros, também para além de 15 mil euros de serviços Cloud PT. Ambos têm ainda acesso ao ecossistema promocional da PT, assim como a possibilidade de acompanhamento de mentoring e coaching para o desenvolvimento dos respetivos projetos.

Os projetos finalistas receberam ainda distinções da Agência Nacional de Inovação, acedendo os apurados na categoria Academia ao programa de imersão “Born From Knowledge IDEAS 2017”. O projeto MATER Dynamics, da categoria Startups, foi distinguido com o “Born From Knowledge Award”, que reconhece os projetos nascidos do conhecimento assim como empresas que se destacam em atividades de investigação e desenvolvimento.

Durante a entrega de prémios, o secretário de Estado da Inovação, João Vasconcelos, elogiou o trabalho que a Portugal Telecom tem feito na área de inovação e lembrou que a empresa tem estado sempre associada às iniciativas mais inovadoras, e que foi a primeira das grandes empresas a acreditar que a inovação também pode ser feita em conjunto com as startups.

"É preciso ver o que o mundo das startups está a fazer ao país", afirmou João Vasconcelos, apontando exemplos de empresas que em vários locais do país estão a fazer investimentos, criar emprego e conquistar mercados internacionais. "O digital permite investimentos de qualidade e temos a matéria prima para isso como a geração mais qualificada de sempre. Queremos agarrar esta oportunidade e dinamizá-la. É uma oportunidade única para Portugal", destacou.

João Vasconcelos deu os parabéns aos vencedores do Prémio Inovação PT mas pediu também para não se iludirem porque as empresas não vivem de prémios, têm de gerar produtos ou serviços. "Candidatem-se sempre, porque o dinheiro dos prémios dá jeito, mas não se fiquem por este ciclo", aconselhou.