Manter a forma não deve ser uma prioridade só do tempo quente. É importante para a saúde e cada vez mais gente tem consciência disso, mas com o sol a brilhar é certo que o incentivo é outro. E não é preciso ir para um ginásio para praticar exercício.


Hoje deixamos-lhe cinco sugestões - entre milhares disponíveis - de aplicações móveis que pode usar durante um treino (dentro e fora do ginásio), para diversificar exercícios ou animar uma atividade que não sabe bem como programar. Um, dois, três… partida.


Começamos pela aplicação dos clubes Solinca, que se afirma como a primeira aplicação de fitness nacional. Lançada em outubro do ano passado, designa-se My Challenge Solinca e está disponível gratuitamente para Android e iOS.


Permite a quem a utiliza monitorizar os treinos em qualquer local. Dentro do ginásio oferece ferramentas para registar os resultados dos treinos realizados em diferentes máquinas, para diferentes indicadores, como o consumo calórico, por exemplo.


O objetivo da aplicação também é fomentar o espírito de comunidade entre os utilizadores dos clubes Solinca e incentivar à prática de desporto, lançando desafios com regularidade e permitindo a partilha de resultados e a criação de campeonatos no Facebook.


Os desafios propostos estão ligados ao treino nas máquinas, em 10 categorias distintas, e os resultados são premiados com badges. Cada utilizador pode atingir até 100 badges.




Para quem desporto é na bicicleta, uma sugestão interessante pode ser a Roadbike da Runstatic, lançada em Portugal no verão passado.


Enquanto o utilizador pedala pode ir sabendo informação em tempo real sobre a distância percorrida, a velocidade a que segue, ou as calorias perdidas. Outro tipo de informação, como dados sobre o estado do tempo ou do vento, também podem ser conhecidos, com ou sem mensagens de motivação à mistura. Estas mensagens de motivação podem ser gravadas pelo utilizador diretamente na aplicação ou recolhidas do portal da Runstatic.


Tirando partido do GPS do equipamento e do Google Maps (se o iOS não for o 6), a aplicação permite ainda marcar o trajeto em tempo real, um dado para partilhar ou para visualizar mais tarde, quando quiser regressar ao percurso.


A Roadbike está disponível para iOS, Android, Bada, BlackBerry OS e Windows Phone 7. Tem versões gratuita e paga, que custa 4,99 euros. No site da marca pode encontrar o caminho para todas.




Mais antiga, e mais popular, é a aplicação da Adidas. O MiCoach tem evoluído e tem-se aperfeiçoado para ganhar algumas funcionalidades e apurar outras. A ideia é fazer do telemóvel um treinador pessoal, que vai dando coordenadas em tempo real, de acordo com o plano definido pelo utilizador.


Durante o treino o utilizador pode ir sabendo informação sobre distância, calorias ou tempo decorrido. Após o treino recebe feedback do utilizador. A música pode sempre estar coordenada com o ritmo de treino. Tal como a aplicação anterior, também o Micoach está disponível para várias plataformas. É gratuita.




Da Nike podíamos destacar o conhecidíssimo Nike+, desenvolvido a pensar em quem gosta de correr e também alvo de várias melhorias ao longo dos últimos anos. No entanto, vamos deixar uma nota para o Nike Training Club, mais abrangente (embora só disponível em inglês). Há diferentes tipos de treino, com exercícios para todo o corpo, com períodos de duração também distintos.


Quando o utilizador progride pode ainda ir abrindo novos planos de treino "alegadamente" de celebridades ou atletas profissionais, como Shawn Johnson ou Rihanna. A integração com a música está garantida, tal como a possibilidade de partilhar resultados nas redes sociais.




Terminamos como o Fitness Builder. Não está disponível em português, mas entra na sugestão pelo leque alargado de conteúdos, imagens e funcionalidades que disponibiliza, em versões para a Android e iOS, ou online.


A app oferece 5.600 imagens e vídeos de exercícios e cobre 750 disciplinas. Garante acesso a um treinador pessoal e um conjunto de ferramentas de monitorização para analisar a progressão do trabalho físico que vai realizando.


Os promotores garantem que o produto foi pensado para iniciantes e utilizadores profissionais, por isso está disponível em várias versões. Para começar pode experimentar a versão de testes, disponível para um mês. A partir daí a app funciona por subscrição.




Antes de lhe desejarmos um bom treino deixamos só uma sugestão. Se conhece outras aplicações interessantes partilhe-as connosco.

Nota de redação: O artigo foi originalmente publicado em outubro de 2012.