Metade do tempo de utilização do smartphone é passado em apps e um novo estudo torna claro que cada vez mais esta é a forma dos utilizadores darem uso aos aos “telemóveis inteligentes” como ferramenta de acesso ao mundo da informação e entretenimento. 

Mas a verdade é que nas lojas de aplicações há muitas apps que não merecem ocupar espaço no seu smartphone ou tablet e esta semana a App Store da Apple anunciou mesmo uma "limpeza" para remover apps desatualizadas.

Nenhuma delas estará entre as apps que a equipa do Tek escolheu para destacar esta semana, onde há ferramentas para quem joga Pokémon Go, calendários para quem volta à escola e novidades no Instagram.

Siga pelas próximas páginas e veja como pode tirar mais partido do seu smartphone e tablet.

 

 

Use o Google Maps para registar as suas caminhadas com o Pokémon Go

A tecnológica de Mountain View adicionou uma nova opção à sua aplicação de mapas que permite aos utilizadores identificarem as suas viagens como sendo parte de uma caçada em busca de pokémons.


Apesar de o entusiasmo por Pokémon Go estar a desvanecer-se com o tempo, a Google acaba de adicionar uma nova opção relacionada com o jogo à cronologia da Maps, a sua app de geolocalização.

Com este extra é agora possível identificar as suas caminhadas registadas na linha cronológica da aplicação como sendo parte de uma caçada em busca de pokémons. Em consequência, esta identificação vai permitir que a app consiga registar todas as distâncias e caminhos percorridos em nome do jogo da Niantic.

Para aceder a esta opção basta abrir o Maps e, de seguida, o menu lateral da aplicação. Selecione a opção "A sua linha cronológica" e depois poderá clicar em cada trecho registado e identificá-lo com uma das dezenas de opções disponibilizadas pela Google.

Na ausência de uma funcionalidade de registo em Pokémon Go, esta poderá se uma boa alternativa. 

O Google Maps está disponível Android e iOS de forma gratuita.

Veja a próxima app

No regresso às aulas a app iStudiez Pro mantém a agenda dos estudantes em ordem

Há muitas apps para ajudar os estudantes a organizar a sua agenda e os trabalhos a realizar, mas a iStudiez Pro junta várias funcionalidades numa única aplicação e pode simplificar a vida mesmo dos mais desorganizados.

Projetos, trabalhos de grupo, testes, aulas extra... a agenda dos estudantes nem sempre é fácil de organizar, sobretudo quando se muda de ciclo e os desafios são maiores. 

A aplicação iStudiez Pro é uma das muitas propostas que podem ser encontradas nas lojas de aplicações e depois de sete anos no mundo iOS e Windows tem agora também uma versão para Android.

Com esta app é possível calendarizar as diferentes tarefas, evitar sobreposições e, sobretudo, esquecimentos.

A pior notícia é que a app é paga. Custa 2,19 euros na loja Google Play e 0,99 euros na App Store.

Veja a próxima app

Com a Studo a televisão só liga depois dos TPC feitos

É uma solução de sonho para os pais (e de pesadelo para os filhos?): uma aplicação que “obriga” a fazer os TPC e só com os exercícios resolvidos permite que os mais novos vejam televisão.

É algo que já deve ter passado pela cabeça de muita gente: como seria bom que existisse qualquer coisa que garantisse que a televisão só liga depois de tempo dedicado ao estudo. E assim foi: alguém passou da ideia à prática. Mais precisamente João Tiago Martins, com a ajuda do Vodafone Power Lab.

O funcionamento da Studo é simples: a TV está bloqueada, para ser desbloqueada as crianças têm de responder a algumas questões de matemática, neste momento a única disciplina abrangida. As horas e os dias a que isso acontece são os pais dessas crianças que escolhem.

“Todos os dias, dia sim, dia não, um dia por semana, os pais é que sabem. Quantos exercícios são necessários responder? Os pais também escolhem, de um a 10. E que áreas da matemática querem privilegiar no estudo do seu filho? Também podem escolher, Números e Operações, Geometria e Media, Organização e Tratamento de Dados, todos, dois ou só um, consoante acharem melhor”, explicou João Tiago Martins ao Tek.

Para responder a criança usa o comando da TV, movimentando-se através das setas e pressionando a tecla OK! Depois de respondidas as questões escolhidas pelos pais, a TV volta ao seu funcionamento normal.

As questões colocadas são de escolha múltipla, feitas a pensar em cada ano de escolaridade, do 1º ao 4º ano, sendo acrescentadas cerca de 300 novas perguntas por mês para cada um desses anos.

Por detrás das perguntas está uma equipa pedagógica de professores de 1º ciclo, de acordo com aquilo que as crianças já trabalharam ou virão a trabalhar em sala de aula, podendo servir como ferramenta de revisão ou preparação das matérias da sala de aula, sublinha João Tiago. “O objetivo é estimular o raciocínio lógico matemático, através do cálculo mental, da observação, da exclusão e seleção de hipóteses, desenvolvendo as suas competências matemáticas, de forma simples e rápida mas significativa”.

Por cada resposta certa, à primeira tentativa, o aluno recebe 1 Studpoint. Pontos que vão acumulando e que vão permitindo subir uma pirâmide até se tornar um StudMaster.

Os pontos conquistados aparecem no final de cada grupo de perguntas, no momento imediatamente antes de a TV ser desbloqueada. “Este sistema de pontos é uma ferramenta de gamming de modo a incutir uma maior vontade e mais um objetivo a estas tarefas da STUDO, para além do óbvio enriquecimento em termos pedagógicos, de poder também ter a recompensa de ver TV de novo, os pontos e as conquistas também são algo importante na ótica das crianças”.

Neste momento a Studo está centrada apenas na matemática, mas já está a ser pensada a disponibilização de conteúdos nas áreas do português e do estudo do meio, isto para o 1º ciclo.

As apostas futuras deverão passar ainda pela criação de conteúdos para antes e depois do 1º ciclo, ou seja, “para chegar aos mais novos do pré-escolar e aos mais velhos de ciclos seguintes”. Será que vamos poder ver uma app do género aplicada aos dispositivos móveis?

Refira-se que a Studo é um exclusivo Vodafone, sendo que só os clientes da operadora terão acesso à aplicação. 

Veja a próxima app

Estrelas, colisões e buracos negros: a app que é pura "destruição cósmica"

Quem não gostaria de se fazer passar por Deus e puxar os “cordelinhos” do Universo? Esta app permite que o utilizador faça estrelas colidirem umas com as outras até se formar uma supernova, que no fim se transformará num buraco negro.

O NOVA Black Holes tem uma forte componente lúdica, mas tem também o seu quinhão educacional. À medida que a estrela vai evoluindo, desde anã vermelha a supernova, a app fornece informações acerca das características do corpo celeste, como temperatura, dimensão e intensidade da radiação emitida.

O jogo é uma espécie de “snooker cósmico” e é composto por mais de 50 níveis, ao longo dos quais a estrela vai crescendo, através da realização de missões, alcance de objetivos e colisões estrelares. No fim do jogo, a estrela atinge o seu potencial máximo e colapsa, transformando-se num buraco negro.

Infelizmente para muitos utilizadores, esta aplicação está  disponível apenas para iPad. Mas peça o tablet emprestado a um dos seus amigos e dê início à "destruição cósmica".

Veja a próxima app

Já experimentou as últimas novidades do Instagram?

Em pouco tempo o Instagram adicionou várias funcionalidades ao seu serviço. Duas das mais recentes são a Stories e o Zoom e já funcionam em Portugal.

As Stories, que tinham sido anunciadas no início de agosto, funcionam ao género do Snapchat, permitindo que os utilizadores do Instagram partilhem todos os momentos do dia, em vez apenas daqueles que gostam de manter no seu perfil. 

As Stories, que tinham sido anunciadas no início de agosto, funcionam ao género do Snapchat, permitindo que os utilizadores do Instagram partilhem todos os momentos do dia, em vez apenas daqueles que gostam de manter no seu perfil.

É possível publicar fotos e vídeos e ir criando uma “Storie” em formato slideshow. Os “slides” das Stories podem ser personalizadas com desenhos, texto e stickers.

As fotos podem ser tiradas e os vídeos feitos no momento, dentro da própria opção, ou escolhidos dos registos imagéticos das últimas 24 horas – puxando a “barra” superior.   

Tal como acontece na aplicação concorrente, o conteúdo é apagado após 24 horas, desaparecendo do perfil do utilizador e deixando igualmente de aparecer no feed dos seguidores.

Há igualmente opções de privacidade, sendo possível escolher mostrar as Stories a todos os seus seguidores ou ocultá-la de alguns. Pode também escolher se quer receber respostas aos Slides por mensagem – os slides não têm os habituais comentários das outras publicações.

Outra das opções acrescentadas muito recentemente ao Instagram é a possibilidade de fazer zoom nas fotos e vídeos já publicados. Ao aproximar a imagem esta expande até ocupar todo o ecrã. Quando “largada” volta à dimensão normal.

Uma das vantagens da nova opção é que pode contribuir para acabar com os gostos que se colocavam por engano quando se tentava aproximar a foto. Mas nem todos a consideram como algo positivo, achando que é algo estranho à natureza do Instagram e aos seus filtros.

Veja a próxima app

Os aeroportos de Portugal têm uma nova app

A ANA – Aeroportos de Portugal tem uma “nova cara” nos dispositivos móveis. A app recentemente lançada é reflexo de uma nova estratégia digital da VINCI Airports, que também passa por oferecer "mais e melhores serviços" aos utilizadores.

A gestora portuguesa foi a primeira a experimentar o novo posicionamento digital da proprietária VINCI, com um novo portal e uma nova aplicação móvel.

Assim, a recém-chegada app coloca agora ao dispor dos utilizadores serviços como a reserva de Lounge, Fast Track e hotéis; reserva otimizada de lugares de estacionamento; acesso direto às informações de check-in das próprias companhias aéreas; bem como a apresentação de informações que se adeqúem à fase da viagem em que se encontra o utilizador (partida, escala e chegada).

Além disso, a ANA afirma que esta nova app é mais prática, tem um design mais apelativo, foi criada como um programa multiplataforma e é capaz de reconhecer o aeroporto em que o utilizador se encontra, para uma experiência mais personalizada.

A nova versão da aplicação está disponível para Android e para iOS.

Veja a próxima app

Apetece-lhe um cocktail novo e quer uma ajuda? Há uma app para isso

Nem só de receitas de cozinha vive um homem (ou uma mulher) e também há aplicações que ajudam a descobrir e fazer os melhores cocktails com os ingredientes que tem na dispensa. É o caso da app que hoje lhe sugerimos.

A Old Sport é uma das apps mais bem classificadas quando se procuram aplicações para fazer cocktails, e a razão é simples. Para além de ser grátis (o que é sempre um ponto a seu favor) esta app ajuda a descobrir os melhores cocktails com os ingredientes que tem à mão.

Em vez de o obrigar a seguir uma receita com bebidas e frutos ou ervas que não tem em casa, aqui começa por escolher o que há na dispensa: limão, mel e Bourbon dá um Gold Rush, mas também pode escolher outras misturas se juntar outros ingredientes sugeridos.

É fácil, rápido e despretensioso, mas o resultado é normalmente feliz.

A Old Sport está disponível gratuitamente para dispositivos iOS na App Store.

Por hoje é tudo, mas amanhã já há mais aplicações para por o seu smartphone ou tablet "a bombar".