Numa altura em que a realidade aumentada figura enquanto uma das tecnologias mais populares do mercado, é difícil pensar que um produto como os Google Glass não singraram há uns anos atrás, quando tentaram introduzir algumas das bases agora utilizadas para o desenvolvimento de novos produtos para o segmento. Se tivéssemos de apostar numa justificação, utilizaríamos a máxima que explica, ainda que de forma superficial, o insucesso de boas ideias em horas precoces: "estava à frente do seu tempo".

A Google, na verdade, também acha. E é por isso que voltou a apresentar os seus Glass ao serviço. Depois de em 2015 ter criado um departamento responsável pelo desenvolvimento destes óculos contextuais, a tecnológica vai voltar a introduzir este aparelho no mercado. Desta vez, porém, o foco recai sobre clientes empresariais.

tek google glass

Tecnologia dos Google Glass está a ser usada pela Boeing para construir aviões
Tecnologia dos Google Glass está a ser usada pela Boeing para construir aviões
Ver artigo

O novo modelo de negócio deste aparelho vai concentrar-se num sistema de distribuição intermediado por empresas parceiras, que, por sua vez, ficarão responsáveis de desenvolver software personalizado para cada negócio.

A lista de empresas parceiras ainda é curta, mas inclui nomes como a Augmedix e a Proceedix.

Alguns dos exemplos de aplicação dados pela Google consistem em serviços de telemedicina, treino e formação remota no trabalho e assistência à navegação de utilizadores com incapacidades visuais.

tek gg

A Ubimax é uma das empresas que já deitou mãos à obra. A tecnológica alemã criou recentemente um sistema de realidade aumentada com base nos Google Glass, que permite aos operadores da distribuidora DHL distinguirem as encomendas que serão entregues em cada um dos destinos sem a necessidade de consultar quaisquer documentos. Os testes já conduzidos evidenciaram um aumento de 15% na eficiência dos colaboradores.

Os novos Glass EE têm um design mais leve e vão poder ser acoplados tanto em óculos de segurança, como em óculos de prescrição. Processador, receptor de Wi-Fi, bateria e câmara também melhoraram.

Saiba mais acerca dos novos Google Glass através deste link.