Só hoje depois das 16 horas vai ser possível confirmar se as características e design que têm vindo a público estão ou não correctas. Provavelmente, como sempre acontece, há informação certa e outra errada, mas o "circo" dos rumores que tem sido  muito utilizado para impulsionar os lançamentos da Apple está também a funcinar de forma cada vez mais eficaz para outras marcas, e isso é sinal da sua maturidade e do interesse dos utilizadores.

O S8 da Samsung já está neste palco há alguns meses e o facto da empresa ter decidido não fazer o lançamento em Barcelona, no MWC17, não fez com que o entusiasmo arrefecesse. E até há testes a comprovar que o novo smartphone é capaz de eclipsar a concorrência, nomeadamente o iPhone.

A apresentação está marcada para hoje às 16 horas de Portugal e o Tek vai acompanhar o evento em direto, contando todas as novidades. Por enquanto, passamos em revista o que foram as principais "leaks" divulgadas sobre o novo smartphone da Samsung e mais logo conferimos o que está certo e errado.

Há já muitas imagens a circular do novo S8 e do S8+, e estas não deixam espaço para grande mistério. Sabe-se que o smartphone vai ter um ecrã a ocupar a quase totalidade da sua face frontal, que o sensor de impressões digitais foi colocado na traseira do equipamento, que o processador integrado é o mais recente Snapdragon 835 e até que o smartphone vai estar disponível em três cores principais: preto, cinzento e prateado.

E os preços também já foram "aventados", para os smartphones e os acessórios previstos.

Mas há mais "surpresas" na calha, e a Samsung deverá estar a preparar-se para anunciar uma doca de conexão para desktops.

De acordo com um dos mais recentes leaks publicados pela WinFuture, a DeX Station, como é alegadamente chamada, vai funcionar tal como o Microsoft Continuum, permitindo aos utilizadores replicar uma interface de computador num monitor apenas com o seu telefone.

As especificações técnicas avançadas pelo portal dizem que a doca terá uma ventoinha embutida, fazendo prever indesejados aumentos de temperatura no smartphone, uma porta HDMI capaz de reproduzir conteúdos até 4K a 30 frames por segundo, duas portas USB 2.0, uma porta Ethernet de até 100Mbps e uma porta de alimentação. Os preços avançados por meios não oficiais dizem que a doca terá o custo de 149,99 euros.