Uma análise realizada pela Consumer Intelligence Research Partners (CIRP) mostra que, entre outubro e dezembro de 2016, os iPhone 7 e 7 Plus - lançados em setembro passado - foram os smartphones da Apple mais vendidos nos Estados Unidos, representando 72% do total de vendas de telemóveis da marca de Cupertino no país durante esse período.

Em termos comparativos, os modelos mais recentes registaram um maior número de unidades vendidas do que as versões 6S e 6S Plus no mesmo período de 2015.

Cerca de 16% dos consumidores que compraram um dos mais recentes smartphones tinham um iPhone 6S ou 6S Plus. Por outro lado, 37% tinham um modelo 6 ou 6 Plus.

Citado em comunicado, Mike Levin, um dos membros fundadores da CIRP, explica a maior parte das compras de iPhone 7 e 7 Plus foram feitas por utilizadores que já tinham telemóveis da marca da maçã mordida.

Apenas 15% das vendas representam a troca de um smartphone Android por um dos modelos mais recentes com o sistema iOS.

O responsável acrescenta que estes números dão continuidade à tendência que se tem vindo a registar nos últimos tempos, e que mostra que a Apple tem dificuldades em conseguir “furtar” utilizadores ao sistema operativo móvel mais utilizado no mundo.