Microsoft declara guerra ao Slack com o lançamento de um novo programa

O Microsoft Teams é a nova aposta da tecnológica de Redmond para o segmento empresarial. O Slack já avisou a empresa para "ter cuidado com quem se mete".

tek microsoft teams

A Microsoft apresentou esta quarta-feira um novo programa de comunicação para profissionais que promete "morder os calcanhares" do Slack. Chama-se Teams, vai integrar o Office 365 e consiste, como já tinha sido desvendado, num chat recheado de ferramentas para potenciar a colaboração à distância entre equipas de profissionais.

Satya Nadela, atual CEO da tecnológica de Redmond, apresentou o software com base em quatro pilares que definem o seu propósito e funcionamento: um chat para equipas modernas; um hub para trabalho de equipa; personalização; segurança.

No seu cerne, o Teams é um espaço de trabalho digital onde os colaboradores se podem reunir para trabalhar em grupo e concretizar tarefas específicas, como reuniões ou agendamentos, por exemplo, com recurso a ferramentas dedicadas desenhadas pela própria Microsoft.

A app inclui a possibilidade de organizar conversas por tema e dentro de cada janela há pode ser iniciada uma videoconferência ou chamada de áudio graças à articulação de funcionalidades com o Skype.

Mas o programa de videochamadas não é o único que a empresa norte-americana integrou com o Teams. Word, Excel, PowerPoint e OneNote também são facilmente acessíveis através da aplicação, ajudando a contextualizar o programa com o ecossistema do Office 365.

Outra das funcionalidades que merece destaque é a integração de bots personalizáveis que permitem a automatização de tarefas na app.

Para além das conversações, a Microsoft organizou em várias abas outros planos de trabalho que figuram espaços exclusivos para a apresentação de outras informações partilhadas em equipa, como documentos ou gráficos, de forma a não sobrelotar um único canal com informação dispersa.

A informação partilhada na app, diz a Microsoft, é integralmente encriptada.

O Microsoft Teams está agora disponível em 181 países e vai estar global e integralmente disponível para todos durante o primeiro trimestre de 2017.

Quem já se fez ouvir, foi o Slack. Numa carta publicada esta quarta-feira no The New York Times, a empresa disse estar "genuinamente animada" com o nascimento de um verdadeiro concorrente e afirmou que está "aqui para ficar".

Nokia 3310

O Nokia 3310 recupera a nostalgia de uma das primeiras gerações de telemóveis. Está disposto/a a comprar um?

Mais informação

  • Sim e vou abandonar o meu smartphone

    19%

  • Sim, mas só para jogar Snake

    10%

  • Vou oferecer a alguém

    10%

  • Não, é só um "dumbphone"

    59%