(Actualizada) A apetência dos utilizadores portugueses pelos livros em formato digital é um dos argumentos que a Samsung usa como impulsionador do lançamento do leitor de eBooks E60, que chega ao mercado em Junho mas que é hoje apresentado em parceria com a Editora Babel. Este é o primeiro leitor de eBooks da marca coreana, mas outros modelos estão já na calha.




O interesse pelo Kindle da Amazon e o iPad da Apple é apenas um dos exemplos de referências para o crescimento deste mercado, mas há já outros leitores de eBooks, menos "badalados" à venda nas lojas nacionais, e os conteúdos continuam também a crescer.


Paulo Costa, Sales & Marketing Manager da Samsung Electrónica Portuguesa, adiantou ao Tek que a estimativa aponta para vendas de "10 mil unidades dos modelos sem conectividade 3G até ao final do ano", mas o potencial de vendas dos modelos 3G que a Samsung irá lançar num futuro próximo é substancialmente superior.





O Samsung E60, que foi anunciado na CES, vai estar à venda só em Junho, custando 359 euros. O leitor tem um ecrã de 6 polegadas a preto e branco com tecnologia e-ink que facilita a leitura, e é sensível ao toque para reconhecer as notas do utilizador. A ligação Wi-Fi integrada permite a conectividade com os serviços de conteúdos através da introdução do endereço web ou clicando no ícone de um fornecedor de conteúdos.



A parceria exclusiva com a Editora Babel vai garantir para já o acesso aos livros electrónicos. Na nova livraria que é hoje inaugurada em Lisboa está disponível o «Cubo Babel», que dá acesso a cerca de 60 títulos em formato electrónico, sendo alguns deles gratuitos.


Embora noutros mercados existam parcerias com outras livrarias, como a Barnes and Noble, todos os acordos são geridos localmente, estando previstas várias lojas online.

Mas os jornais e revistas não ficam fora da estratégia, admitindo Paulo Costa que o acesso a notícias online é um dos argumentos fortes destes equipamentos. O responsável da Samsung não adianta porém detalhes sobre a operacionalização desta ligação.



Os modelos com conectividade a redes 3G estão já na calha, estando a comercialização prevista para o final do 3º trimestre, tal como o modelo E61, que dispõe de um teclado QWERTY.




Por enquanto a linguagem dos menus do E60 não está ainda em português, assim como a funcionalidade de leitura do texto - o text-to-speach-. Só no final do ano deverão ser lançados os equipamentos já com software em português.


Este modelo suporta vários formatos de ficheiros, do e-pub, ao PDF, TXT, BMP and JPG, servindo também como leitor de música em MP3, através das colunas frontais ou recorrente a auriculares que são usados também na funcionalidade text-to-speech.


A memória interna é de 2GB, que permite guardar 1.500 livros, mas pode ser alargada a 16GB com um cartão microSD.


Nota da Redacção: A notícia foi actualizada com nova informação.