O SAPO estreia hoje, 28 de novembro, a plataforma online Máquina do Tempo. O nome não deixa espaço para grandes dúvidas: é uma ferramenta que permite recuar alguns anos para saber o que se passou na altura. O conteúdo é preenchido através de notícias e a forma é definida através das ligações entre as personalidades que dominaram a atenção mediática na época definida.


São 25 anos de Portugal retratados através de 7 milhões de notícias, a maior parte das quais pertencentes à agência Lusa que disponibilizou o arquivo de notícias para o projeto.





O conceito foi desenvolvido numa parceria entre o SAPO Labs e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). O projeto foi apresentado de forma mais significativa na edição número sete do SAPO Codebits, tendo o Tek na altura dado a conhecer uma fase preliminar da ideia.


Durante o último ano o projeto evoluiu em várias áreas, como explicou ao Tek o responsável pelos SAPO Labs, Benjamim Júnior. Um dos pontos que foi evoluído prende-se com a entrada de novos parceiros jornalísticos além da Lusa, o que permite ter acesso à informação em tempo real. Foi ainda feito um grande esforço na optimização da ferramenta para que funcione tanto em tablets como em browsers de computadores menos capazes.


Outra nova característica é a possibilidade de cada utilizador definir uma página pessoal onde pode ter um acesso mais direto à informação das personalidades que mais lhe dizem.


Projeto na área do jornalismo, ferramenta de investigação, ferramenta interativa ou rede social histórica. Qualquer uma das definições enquadra-se na Máquina do Tempo que já estava disponível num outro formato através da página "Mundo Visto Daqui".


Benjamim Júnior prefere falar numa democratização da informação. "A Máquina do Tempo é uma ferramenta sofisticada para os profissionais da informação e para todas as pessoas". Um dos objetivos da plataforma online é conseguir tornar os arquivos em algo que não seja chato, pois "é preciso coragem para nos mandarmos para alguns arquivos", confessou o responsável.





Os utilizadores podem pesquisar um acontecimento por data ou por pessoa que marcou essa época. Benjamim Júnior destaca um evento - a morte de Ayrton Senna em maio de 1994. Quando a pesquisa recai sobre personalidades, é apresentada uma rede de ligações com outros elementos que partilharam na altura as referências mediáticas e que até podem nem ter relação com as mesmas notícias. No caso da morte do piloto de Fórmula 1 são os nomes relacionados com o automobilismo que surgem na "teia".


"Este tipo de informação transmite uma ligação emotiva, traz recordações. O próprio nome Máquina do Tempo é um nome escolhido para ser emotivo", revela o coordenador do SAPO Labs em conversa com o Tek.


Todo o processo de pesquisa é feito de modo automático e gerado por computadores. Por trás da Máquina do Tempo existem muitos outros projetos agregados e que a partir daqui podem continuar a evoluir.


Atualmente o SAPO Labs está a desenvolver também ideias ao nível da classificação de vídeos, do tratamento e análise das redes sociais e de projetos na área educativa.

Rui da Rocha Ferreira

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico