Este marcador de verificação de factos, fact check no nome original, em inglês, vai surgir quer no Google Notícias quer na pesquisa através do motor de busca propriamente dito, com Portugal incluído, anunciaram os responsáveis da tecnológica.

“O utilizador, quando pesquisar no Google, receberá pela primeira vez o resultado das suas pesquisas contendo verificações de factos para uma ou mais alegações públicas”, refere a empresa no seu blog.

Fact Check na Pesquisa na secção Notícias 

Na verdade, este é um alargar de uma ferramenta que tinha sido lançada em outubro de 2016, apenas para os grupos de media no Google News, numa altura que o tema das notícias falsas tomou maiores proporções, devido às eleições presidenciais nos Estados Unidos.

O anúncio da Google surge poucos dias após o Facebook ter divulgado uma parceria com a Mozilla, a Universidade da Cidade de Nova Iorque e um conjunto de outras entidades de diversos áreas para um projeto de literacia noticiosa no valor de 14 milhões de euros.

Antes, a empresa de Mark Zuckerberg já tinha implementado algumas funcionalidades de combate às fake news na sua plataforma, não fosse esta uma das principais disseminadoras da “praga” que tem invadido a internet.