SAPO Tek

Publicado 14 Jun 2013 às 11:35

Texto maior Texto mais pequeno Mail Imprimir

Facebook introduz hashtags e pode estar a preparar leitor de RSS

Apesar de ser a maior rede social do mundo, o Facebook continua a dar pequenos passos evolutivos que permitem à plataforma ter as mesmas funcionalidades da concorrência.

Já é possível usar hashtags, termos precedidos do símbolo # e que ajudam a indexar um determinado tópico de conversação, no Facebook. As hashtags permitem que os utilizadores atribuam um contexto a uma conversa e tornam mais fácil a pesquisa por temas.

Milhões de utilizadores do Facebook já utilizavam hashtags na rede social, mas só agora é que as palavras contextualizadas vão realmente funcionar. A rede social de Mark Zuckerberg é a última das grandes redes sociais a adotar esta ferramenta, já que o Instagram, propriedade do Facebook, o Google+, o Pinterest, Flickr e sobretudo o Twitter – onde as hashtags tornaram-se uma parte fundamental da plataforma -, já fazem uso deste sistema de indexação.

Sempre que um utilizador carregar numa hashtag de uma publicação vai poder ver o que outros utilizadores e perfis estão a escrever sobre esse mesmo tema. As hashtags na rede social de Mark Zuckerberg também podem ser encontradas na barra de pesquisas, e a partir daqui, vai ser possível criar publicações diretas.

A nova funcionalidade já está disponível para alguns utilizadores do Facebook e deve chegar nas próximas semanas aos restantes internautas.

O uso de hashtags por parte dos anunciantes não vai ser possível, pelo menos para já, mas deve ficar disponível dentro de alguns meses já que boa parte do negócio do Facebook é feito através de publicidades.

Ajudar a enterrar o Google Reader
Segundo escreve o Mashable, a maior rede social do mundo pode estar a preparar a integração de novas ferramentas. Depois de também ter introduzido a verificação de perfis no final de maio, o Facebook está alegadamente a trabalhar num leitor de RSS renovado.

Com o fim do Google Reader a 1 de julho, e apesar de haver várias alternativas que estão a tentar agarrar os utilizadores que vão ficar orfãos do serviço, pode ser a rede social de Mark Zuckerberg a ficar com a maior fatia de utilizadores.

O programador Tom Waddington encontrou código-fonte na plataforma social que indica a existência de uma secção de RSS em separado das listas de interesses e das listas de amigos. Para já a funcionalidade está embutida na API de desenvolvimento da plataformas, mas está atualmente bloqueada.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico


Vídeos

Votações

Das aplicações que batem recordes de downloads, qual a que mais tem usado este verão?

VotarVer Resultados

Glossário

GIF animadoVer

Soft. Tipo de animação que consiste na sequência de diversas imagens em formato GIF num único ficheiro. Especialmente usada em documentos HTML na WWW. ...

Glossário

Tags

4690 resultados
3199 resultados
1163 resultados
678 resultados
399 resultados