SAPO Tek

Publicado por Casa dos Bits 19 Out 2012 às 15:39

Texto maior Texto mais pequeno Mail Imprimir

Novo Megaupload terá arquivos encriptados para evitar problemas legais

Kim Dotcom revelou algumas novidades sobre o novo serviço de hospedagem de ficheiros. A privacidade dos conteúdos e os termos de responsabilidade legal são agora atribuídos ao utilizador e não ao serviço.

O Mega, novo serviço que sucederá ao Megaupload, vai encriptar todos os arquivos carregados pelos utilizadores para evitar problemas legais. A novidade foi dada por Kim Dotcom em entrevista à Wired.

A encriptação vai usar o algoritmo AES (Advanced Encryption Standard) e apenas o utilizador que fizer upload dos arquivos terá acesso à chave para descodificar os conteúdos do ficheiro. Desta maneira, o multimilionário neozelandês fica livre de responsabilidades sobre uma possível violação de direitos de autor, responsabilidade essa que apenas cairá sobre o utilizador.

"Se os servidores se perderem, se o governo vier ao data center e os levar, se alguém acede aos servidores ou os rouba, isso não lhes dará nada. O que estiver armazenado no site, vai continuar fechado e privado sem a chave", garantiu Kim Dotcom.

E segundo o neozelandês, a única de maneira de o serviço ser considerado fora da lei é tornando a criptografia ilegal. Mas recordou de forma irónica, que a privacidade é um direito do Homem consagrado pelas Nações Unidas.

O site de armazenamento online terá ainda uma funcionalidade de despistagem de duplicação de conteúdos, atribuindo a cada arquivo uma chave única de encriptação. Se o mesmo arquivo for carregado cem vezes, o utilizador receberá cem chaves e ficará responsável por cem arquivos "diferentes".

Cada um ficará responsável pela maneira como os ficheiros são geridos e distribuídos, o que acaba por ser uma melhoria nas condições de privacidade de dados e de segurança do novo serviço relativamente ao Megaupload.

O esquema concebido também evita que os arquivos em servidores hipoteticamente apreendidos sejam imputados a Kim Dotcom. Os dois novos data centers usados estarão em dois países diferentes para evitar a perda de dados em caso de catástrofe natural ou outra situação inesperada. A localização dos servidores não foi revelada mas segundo o neozelandês, tudo está de acordo com as regras locais.

O fundador do serviço de armazenamento idealizou ainda um cenário em que os computadores pessoais também farão parte do servidor: "Desde uma garagem até ao maior serviço de hospedagem online, qualquer um pode conectar os seus servidores a esta rede".

A revista falou ainda com algumas pessoas ligadas ao universo dos direitos de autor que mostraram preocupação com o novo sistema "à prova de lei" que Kim Dotcom concebeu. "Pode mudar os termos do jogo do gato e do rato, mas ainda será o mesmo jogo", alegou Julie Samuels, advogada da Electronic Frontier Foundation.

Sobre estas preocupações, Kim Dotcom disse que caso as entidades tenham acesso aos dados e consigam comprovar que existe uma violação de copyright, então o Mega removerá o conteúdo ilegal.

O Mega deverá entrar em funcionamento até ao final de 2012.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico


Vídeos

Votações

Concorda com a proposta de restrição de acesso às redes sociais nas escolas?

VotarVer Resultados

Glossário

CrashVer

Hard. e Soft. Acidente, colapso. Queda repentina e total de um programa ou sistema informático. No caso do hardware, refere-se à colisão física das cabeças de leitura de um disco rígido com o su ...

Glossário

Tags

4223 resultados
2911 resultados
1322 resultados
1268 resultados
988 resultados