Governo norte-americano leva Google a tribunal por diferenças salariais entre homens e mulheres

A agência governamental para o trabalho diz ter provas evidentes de que a Google discrimina as mulheres através de compensações monetárias inferiores às atribuídas aos colaboradores do sexo masculino.

tek google

O Departamento do Trabalho dos Estados Unidos da América (DoL) - equivalente ao Ministério do Trabalho português - vai processar a Google depois de concluir que a empresa oferece salários inferiores às mulheres que ocupam as mesmas posições do que os seus colegas homens.

A informação é avançada pelo The Guardian esta segunda-feira, dia 10 de abril, que cita ainda declarações da agência governamental perante um juíz federal da cidade californiana de São Francisco na última sexta-feira. "Descobrimos disparidades sistémicas contra as mulheres nas compensações monetárias que são auferidas praticamente ao longo de toda a força de trabalho" empregada pela Google, disse o departamento que exige agora à tecnológica que entregue registos internos para auxiliar a investigação que será conduzida no âmbito deste processo.

Ao jornal britânico, Janet Herold, solicitadora do DoL, disse que o departamento "recebeu provas evidentes de discriminação muito significativa contra as mulheres nos postos de trabalho mais comuns na sede da Google".

A tecnológica de Mountain View já fez saber que não concorda com as acusações feitas e disse não conhecer o método utilizado pela agência governamental na obtenção das informações que sustentam o processo.

Recentemente a Google anunciou que tinha eliminado a diferença salarial entre sexos em toda a empresa.

Votação TeK

Já tem uma PlayStation 4 Pro ou está à espera da Xbox Project Scorpio?

  • Já tenho a PS4 Pro mas estou curioso para conhecer a nova Xbox

    9%

  • Estou à espera da Project Scorpio para voltar a investir numa consola

    15%

  • Não tenho a PS4 Pro mas também não tenho interesse na próxima Xbox

    36%

  • Prefiro jogar no computador

    38%