SAPO Tek

Publicado por Casa dos Bits 23 Nov 2012 às 17:58

Texto maior Texto mais pequeno Mail Imprimir

Mercado do vídeo online poderá render 28 mil milhões em 2017

A crescente utilização de serviços de vídeo através da Internet poderá gerar receitas de 28 mil milhões de euros dentro de cinco anos e no final da década o mercado online poderá representar 10% de todas as receitas de TV e vídeo.

Em 2017 o mercado global do vídeo online deverá gerar receitas na ordem dos 28 mil milhões de euros (cerca de 37 mil milhões de dólares) e no final desta década poderá mesmo representar 10% de todas as receitas geradas pelos mercados do vídeo e da televisão.

As previsões foram hoje anunciadas pela Informa Telecoms & Media, através do estudo OTT Video Revenue Forecasts, que destaca a importância cada vez maior que a disponibilização online de conteúdos vídeo possui.

O estudo exclui os serviços de Video on Demand (VoD) comercializados pelos operadores convencionais de televisão por cabo, incidindo em propostas como o Netflix ou o YouTube, tendo como base três tipos de receitas geradas: publicidade, subscrições e transações online feitas sobre esses serviços.

De acordo com a Informa Telecoms & Media, a maior fatia das receitas previstas continuará a ser proveniente do investimento publicitário, tal como já acontece atualmente, em detrimento dos valores obtidos com as assinaturas.

O estudo indica ainda que as receitas serão geradas não apenas por conteúdos visualizados nos PC, mas também pela crescente utilização de dispositivos móveis, como tablets e televisores com ligação à Internet. A empresa reforça a ideia de que a rentabilização dos vídeos online será cada vez mais uma aposta dos fornecedores de acesso, desempenhando um papel crescente neste segmento de mercado.

Giles Cottle, analista na Informa Telecoms & Media e autor do estudo, defende que "o vídeo online, hoje, vale muito mais do que os cêntimos digitais do passado e está a atrair receitas reais e em crescimento".

No entanto, o mesmo responsável alerta para o facto de este valor estar concentrado apenas em algumas empresas, estimando que a Apple, a Google, Netflix e as cadeias globais de emissão de vídeo possam representar cerca de 70% das receitas atualmente geradas pelo vídeo online.

Por fim, o relatório da Informa Telecoms & Media destaca o domínio dos EUA na geração das receitas geradas pelo vídeo online a nível global. A empresa refere que dos cerca de 75% das receitas geradas pelo mercado norte-americano na atualidade, essa percentagem baixará para menos de 60% de contribuição em 2017.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico


Vídeos

Votações

Das aplicações que batem recordes de downloads, qual a que mais tem usado este verão?

VotarVer Resultados

Glossário

Off-lineVer

Com. Fora de linha, desligado. Quando não existe nenhum contacto do computador com uma rede através da linha telefónica. ...

Glossário

Tags

4690 resultados
3199 resultados
1499 resultados
678 resultados
399 resultados