SAPO Tek

Publicado 28 Set 2007 às 17:54

Texto maior Texto mais pequeno Mail Imprimir

UA estreia mestrado em Redes e Ciências da Informação em parceria com Carnegie Mellon

Ao abrigo do acordo com a Universidade de Carnegie Mellon, no âmbito do Plano Tecnológico, é apresentado na próxima 2ªfeira o Master of Science in Information Networking. O mestrado é um dos mais procurados e será leccionado na Universidade de Aveiro.

A Universidade de Aveiro vai realizar na próxima segunda-feira a Sessão Inaugural do Master of Science in Information Networking (MSIN), leccionado no âmbito do acordo entre o Estado e a Universidade de Carnegie Mellon, selado em Outubro do ano passado.

O MSIN é um dos mestrados mais procurados ao abrigo do acordo e é ministrado através de um formato educacional híbrido, com cadeiras a serem ensinadas a partir de Carnegie Mellon e outras localmente na Universidade de Aveiro, "por especialistas nacionais de renome, através de uma sala de aula virtual (SAV) apetrechada com a mais avançada tecnologia do ramo", explica a universidade nacional.

O programa do MSIN é reconhecido pelas duas instituições de ensino e fornece uma vasta panóplia de conhecimentos a nível de redes de informação. Os alunos abordam ainda áreas distintas como a gestão, estratégia e política associada ao negócio das telecomunicações, e beneficiam de formação nas áreas tecnológicas fundamentais para este século.

A distribuição do currículo obedece a três componentes principais, nomeadamente as disciplinas chave, as optativas e o projecto. Após a finalização do mestrado, os alunos estarão aptos a "perseguir posições técnicas de liderança, e de gestão, e numa variedade da indústrias dentro dos sectores públicos e privado, como por exemplo, o desenvolvimento de tecnologia, serviços financeiros, serviços profissionais/consultadoria, pesquisa e de produção", garante a UA.

O MSIN conta ainda com a colaboração de diversos apoios industriais, incluindo o financiamento de alunos por parte do Grupo Portugal Telecom e Nokia Siemens Networks.

Este curso faz parte do conjunto de esforços que o Estado português tem feito no âmbito do Plano Tecnológico, e visa fortalecer a cooperação científica e tecnológica com instituições de renome internacional, com o objectivo de potenciar projectos inovadores que contribuam para reforçar a capacidade científica e de formação avançada em Portugal.

Ao longo deste mês foram iniciados vários programas de pós-graduação entre instituições portuguesas e a referida universidade norte-americana. Neste momento estão envolvidos 23 alunos de doutoramento em Portugal e 11 na CMU, e cerca de 22 alunos de mestrado no nosso país.

Notícias Relacionadas:
2007-02-28 - Protocolo entre o Estado e a Universidade do Texas assinado no final da semana
2006-10-27 - Acordo com CMU prevê criação de Instituto com dois pólos de funcionamento



Vídeos

Votações

Concorda com a proposta de restrição de acesso às redes sociais nas escolas?

VotarVer Resultados

Glossário

PostScriptVer

Hard. Linguagem de descrição de página criada pela Adobe e que, usada em programas de paginação electrónica e impressoras, permite que os documentos criados no computador sejam impressos exactam ...

Glossário

Tags

4230 resultados
2921 resultados
1330 resultados
1051 resultados
686 resultados