TMN reduz preços nos pacotes GPRS e acrescenta funcionalidades ao serviço

A operadora do grupo PT está a reforçar a aposta nos serviços GPRS, tendo anunciado hoje um desconto nos seus pacotes Mega e Mega Partilháveis entre 4 e 21%. O clientes GPRS da operadora vão ainda poder aceder ao email do Sapo, Telepac e NetCabo.

A TMN anunciou em comunicado que vai reduzir os preços dos pacotes GPRS Mega e GPRS Mega Partilháveis em quatro e 21 por cento, respectivamente, a partir do próximo dia 1 de Setembro. Esta é a segunda redução de preços da operadora para a tecnologia GPRS em poucos meses, sendo a primeira de 60 por cento realizada em Junho.

Os clientes TMN que utilizem tecnologia GPRS poderão, a partir de agora, aceder às suas contas de email no Sapo, Telepac ou NetCabo, através dos respectivos dispositivos móveis equipados com aquela tecnologia (terminal móvel, PDA ou PC) que suportem o protocolo POP3. O serviço pode ser activado através da linha 12030, sendo também necessário configurar o dispositivo móvel com os parâmetros dos ISP (Internet Service Provider) parceiros da TMN, acrescenta o documento.

Com vista a fomentar o uso da tecnologia, junto dos seus clientes, a TMN assinou mais um acordo de roaming para serviços GPRS. O novo acordo foi assinado com a T-Mobile USA, filial do grupo alemão Deutsche Telekom a operar nos Estados Unidos em banda GSM 1900.

Notícias Relacionadas:
2003-06-26 - TMN reduz preços de GPRS em 60 por cento
2001-05-31 - Clientes TMN acedem a email do Sapo via telemóvel

Votação TeK

A confirmação do primeiro acidente mortal envolvendo um Tesla Model S em piloto automático mudou a forma como encara os carros que se conduzem a eles próprios?

Mais informação

  • Não, o condutor não respeitou os avisos de segurança, logo o erro foi humano e não do sistema.

    33%

  • Não, mas não tenciono tirar os olhos da estrada quando entrar num carro autónomo.

    17%

  • Não, porque já não tinha intenção de entrar num carro autónomo.

    13%

  • Sim, provou-se que a tecnologia ainda não é segura e tem de ser mais testada antes de vir para a estrada.

    35%