SAPO Tek

Publicado por Casa dos Bits 17 Set 2012 às 15:41

Texto maior Texto mais pequeno Mail Imprimir

Telemóveis e redes wireless são seguros para a saúde

Apesar de encabeçarem a lista dos dispositivos com maior emissão de campos eletromagnéticos de baixo-nível, um novo estudo das autoridades de saúde norueguesas conclui que os telemóveis não causam riscos para a saúde humana.

Um novo estudo realizado por um comité de especialistas ligados ao Instituto Norueguês de Saúde Pública, conclui que a exposição a telemóveis e a outros dispositivos wireless não mostra evidências de afetar a saúde humana.

As conclusões deste comitê partiram da avaliação das particularidades dos campos eletromagnéticos de baixo nível, associados a telemóveis, telefones sem fios, redes wireless, transmissores de emissões broadcast e outro tipo de equipamentos emissores, relevando que a carga associada não atinge os limites impostos pela International Commission on Non-ionising Radiation Protection (ICNIRP).

Em termos práticos, o estudo refere que não há evidência de que estes campos eletromagnéticos aumentem o risco de cancro, contribuam para a infertilidade masculina ou levem a alterações no sistema imunitário e vascular dos humanos.

E isto, porque os valores atingidos por estes campos eletromagnéticos está 50 vezes abaixo dos níveis-limite para começar a provocar o aquecimento do tecido humano e o estímulo das células nervosas.

O comitê ressalva, no entanto, que os valores resultantes destas emissões deverão estar sempre abaixo dos limites definidos pela ICNIRP, uma vez que alguns modelos de telemóveis mostraram estar perto destes limites, quando usados com a sua potência máxima.

Entre os diferentes tipos de equipamentos analisados, os telemóveis surgem à cabeça dos que revelam maior potência nos campos magnéticos emitidos, com os dispositivos de rede wireless e as bases dos telefones domésticos a surgirem no leque dos que menos potência possuem.

Aquecimento doa orelha desvalozizado
No comunicado que anuncia os resultados do estudo, Jan Alexander, presidente do comité, deixa algumas explicações sobre alguns dos efeitos mais associados à utilização de telemóveis e de equipamentos sem fios.

Ao nível do aquecimento da pele na zona do pescoço e da orelha, por exemplo, Alexander explica que esse fenómeno poderá surgir devido à bateria do terminal e não devido ao campo eletromagnético do emissor. "O campo eletromagnético terá um efeito de aquecimento muito pequeno, ou mesmo nulo. O corpo anulará esse aquecimento através do fluxo sanguíneo normal, da mesma forma que o próprio corpo regula normalmente a sua temperatura.

Em relação à associação entre o uso de telemóveis e o desenvolvimento de tumores cerebrais, o estudo agora realizado refere não encontrar qualquer evidência, mesmo que admita a existência de "dados limitados" na associação a outro tipo de tumores na cabeça e na zona do pescoço - como a leucemia e o linfoma. No entanto, os responsáveis do estudo referem que os registos sobre estes tipos de tumores não têm evidenciado um aumento desde a introdução dos telemóveis.

Por fim, e apesar das conclusões, o novo estudo da responsabilidade do Instituto Norueguês de Saúde Pública aconselha a medidas de prevenção como a utilização de telemóveis "apenas de acordo com as necessidades" dos utilizadores, seguindo as diretrizes amplamente divulgadas pela Organização Mundial de Saúde.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico


Vídeos

Votações

Das aplicações que batem recordes de downloads, qual a que mais tem usado este verão?

VotarVer Resultados

Glossário

NetVer

Com. Rede. Usado normalmente como abreviatura de Internet. Muitos referem-se ainda à Usenet e ao conjunto do ciberespaço como “a rede”. ...

Glossário

Tags

4688 resultados
3196 resultados
1497 resultados
678 resultados
400 resultados