O Samsung Galaxy Fold é um equipamento inovador. Chegou ao mercado na primeira leva de smartphones dobráveis para apresentar um conceito novo, mas os primeiros dias nas mãos dos consumidores não parecem estar a correr de feição. De acordo com uma série de jornalistas, que aproveitaram o Twitter para relatar o sucedido, o telemóvel está a partir-se com muita facilidade.

É importante sublinhar que as unidades em causa são unidades de teste, mas também é verdade que o fenómeno está a impactar muita gente. Dieter Bohn, do The Verge, Steve Kovach da CNBC, Mark Gurman da Bloomberg e o youtuber Marques Brownlee são algumas das pessoas na lista de "lesados".

Comum a todos eles é o facto de terem tirado uma película protetora que, avisa a Samsung, não deve ser retirada. No entanto, a outra parte alega que não existe qualquer indicação visível e clara de que esta não seja para retirar. Brownlee adianta que retirou a película pois pensou que a mesma servia para efeitos de proteção dentro da embalagem, tal como acontece em todos os outros telefones.

Note que a Samsung já esgotou o primeiro lote de equipamentos Galaxy Fold, pelo que é urgente espalhar a mensagem de que a película é essencial ao telefone. Caso contrário, e apesar do aviso visível na tela do telefone, a empresa pode ver-se a braços com mais uma crise de relações públicas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.