Foi em 2011 que a Samsung decidiu ir contra a corrente dos smartphones cada vez mais pequenos e lançou um equipamento com um ecrã grande, o primeiro Galaxy Note. Desde aqui, a gama tem vindo a ser melhorada ano após ano e ganhou uma vasta legião de fãs que preferem ter a versatilidade de um grande ecrã aliada à S-Pen e às suas funcionalidades características.

Nem tudo correu bem e, nos últimos dois anos, a Samsung “sofreu” um pouco com os Note. Primeiro foi o Note 5 que foi comercializado em menos países que os restantes equipamentos da Samsung e, mais recentemente, foi o explosivo problema do Note 7 que acabou por manchar a imagem da marca.

Este ano não existe espaço para falhas por parte da gigante sul coreana e, depois de começar bem com o S8 e o S8+ que se tornaram rapidamente um sucesso de mercado,  chegou a altura do novo Note 8 ser apresentado e vir apagar o passado desastroso do seu antecessor. O TEK esteve presente numa pré-apresentação do equipamento, em Londres, e teve a oportunidade de “deitar as mãos” ao equipamento antes mesmo de ser apresentado.

Eis que estamos perante um smartphone ao qual nada falta. O design vai muito de encontro aos últimos topo de gama da empresa, com todas as laterais arredondadas num corpo feito de metal e vidro. É bastante agradável de segurar na mão, mesmo sendo consideravelmente grande, e sim, as dedadas estão também muito presentes.

Tek Evolução Galaxy Note
(Galaxy S7 Edge, Galaxy S8 e Galaxy Note 8)

Como seria de esperar, a Samsung manteve o seu novo conceito de ecrã, o Infinity Display, semelhante ao do S8 e S8+. Este é um equipamento que tem um ecrã de 6,3 polegadas, o maior alguma vez presente num Note, QHD+ Super AMOLED. Apesar das grandes dimensões de ecrã, o equipamento não se torna maior por causa disso, tendo aproximadamente o mesmo tamanho que o S8+.

A Samsung explicou aos presentes que, tendo por base a ideia de que quem tem um Note são pessoas que “gostam de ter as coisas feitas no momento”, a empresa aperfeiçoou o Infinity Display e permite aos utilizadores utilizar a S-Pen mesmo nas laterais curvas.

No interior o equipamento conta com o mais recente processador de 10nm, uma memória RAM de 6GB e uma bateria de 3300 mAh – que foi sujeita aos oito pontos de segurança das baterias que a Samsung aplicou após o incidente com o Note 7.

Ainda "dentro" do equipamento, como é tradicional nos Galaxy Note, podemos encontrar a S-Pen que tem agora 4.096 pontos de pressão, uma ponta de 0,7mm e, tanto o smartphone como a caneta, são resistentes à água e à poeira (IP 68).

Um upgrade no campo da fotografia


A fotografia recebeu um grande (e muito bom) upgrade sendo este o primeiro equipamento da empresa a possuir o sistema de duas lentes. A câmara principal é de 12 MP, com tecnologia Dual Pixel e uma abertura f/1.7 – como tem sido tradicional desde o Galaxy S7 e S7 Edge. Já a segunda câmara é, também, de 12 MP mas é utilizada para fazer zoom ótico no momento da fotografia, tendo uma abertura f2.4.

No evento de pré-lançamento os jornalistas puderam experimentar uma situação em que o Note 8 e um iPhone 7 Plus foram colocados na mesma plataforma para fotografar um objeto, sendo aplicada alguma vibração para criar instabilidade. O Note 8 conseguiu, sem grandes problemas manter o foco e não mostrar (quase) qualquer sinal de "tremores" graças à estabilização da câmara, uma mais valia para aqueles que tremem muito das mãos ao fotografar e que nunca conseguem o resultado ideal.

Tek Note 8 Cameras

As novidades a nível de software (em conformidade com o hardware) são várias e todas estão pensadas para oferecer uma utilização mais rápida, lógica e fluída ao utilizador. No caso da fotografia, agora temos o que a empresa chama de Live Photos, que permite criar um certo blur em torno do objeto que estiver em primeiro plano e controlar o nível de desfocagem (antes ou depois de tirar a foto). Ao utilizar este modo para fotografar é tirada, em simultâneo, uma fotografia com a câmara principal para que possa sempre ter o registo original que levou à foto com desfocagem.

Pequenas grandes melhorias


Uma vez que os smartphones da empresa sul coreana não correm uma versão pura do Android, a Samsung trabalhou de perto com a Google para garantir que, todos os meses, vai conseguir entregar updates de software a todos os Note 8 (e não só) sem grandes problemas.

Uma outra funcionalidade está presente no menu lateral, introduzido nos primeiros ecrãs curvos, que permite criar atalhos para abrir duas aplicações em simultâneo dividindo o ecrã para esse efeito. Chama-se App Pair e oferece ao utilizador uma certa rapidez extra a executar duas tarefas em simultâneo.

tek note 8 s-pen

Sendo a S-Pen a grande responsável pelo sucesso da gama Note, a Samsung introduziu novas funcionalidades para a caneta. Entre elas está a expansão das notas no ecrã bloqueado que podem agora ser alongadas até um total de 100 páginas, permitindo assim que se aponte tudo diretamente com o smartphone bloqueado. Depois de tirar todas as notas é só escolher se quer guardar ou manter no ecrã de bloqueio.

Ainda relacionado com a S-Pen, a Samsung introduziu uma maneira mais criativa e divertida de enviar uma mensagem animada ou, quem sabe, um desenho que lhe veio à cabeça no momento. Existe agora a possibilidade de utilizar a caneta para escrever ou desenhar qualquer coisa e, depois, criar um GIF que pode ser partilhado com qualquer pessoa e que mostra todo o processo criativo.

Pelos testes que o TEK teve a oportunidade de realizar no local, a caneta está mais precisa e consegue oferecer uma escrita quase tão natural como quando utilizamos uma caneta e papel à moda antiga.

A experiência DeX foi aperfeiçoada


O Samsung DeX é também compatível com o Galaxy Note 8 e foi aperfeiçoado para oferecer uma experiência mais aproximada de um desktop. Agora pode forçar as aplicações a ajustarem-se ao ecrã inteiro em vez de permanecerem em modo minimizado como uma aplicação normal e a Samsung trabalhou em parceria com diversas empresas especializadas em vídeo chamadas para integrar a possibilidade de as realizar sem problemas em “modo de computador” ou em “modo de smartphone”. Caso tenha de retirar o equipamento e sair do escritório, as vídeo chamadas não serão interrompidas.

Além das novas funcionalidades, o Note 8 vem equipado com toda a tecnologia já conhecida dos topos de gama da empresa: leitor de impressões digitais - que (infelizmente) se mantém ao lado das câmaras -, leitor de íris, reconhecimento facial e ainda a versão 2.9 do “sistema” de segurança Knox que, segundo a Samsung, é utilizado por diversos membros do Governo em centenas de países.

O Note 8 vai chegar às prateleiras em quatro cores: Midnight Black, Orchid Grey, Deepsea Blue e Maple Gold, sendo que, inicialmente, a empresa vai apostar mais na versão preta e dourada do equipamento. Quem comprar o Note 8 no período de pré-venda vai receber de oferta um equipamento DeX.