É oficial. A Nintendo vai mesmo lançar “um novo conceito” de consola.

Num trailer estreado hoje, a empresa nipónica deu a conhecer os primeiros pormenores do seu novo sistema de jogo que deixa agora cair o nome de código NX, para abraçar a identidade com que chegará ao mercado: Nintendo Switch.

O nome tem tudo a ver com o conceito (switch significa troca, em inglês). A nova Switch pretende oferecer aos jogadores uma solução que articula o poder de uma consola doméstica com a mobilidade de uma portátil. Para isso, a Nintendo criou um sistema fixo com peças desmontáveis e portáteis que se combinam entre si para possibilitar experiências de jogo no exterior.

Em casa, a consola pode funcionar como qualquer outra. Assente numa base, ligada à TV e à eletricidade enquanto roda o novo Legend of Zelda. Caso pretenda sair e levar o jogo consigo, basta levantar o ecrã portátil que integra o sistema, remover as partes amovíveis do comando e encaixá-las nas laterais do ecrã para ter, instantaneamente, a versão portátil da Switch a rodar o mesmo jogo.

No entanto, jogar fora de casa não tem, necessariamente, de ser uma experiência solitária. Graças a um suporte embutido na traseira deste ecrã é possível pousar a Switch, retirar os dois controlos das laterais da mesma, e dividi-los entre si e um amigo para uma experiência a dois jogadores. Se preferir, pode ainda utilizar os encaixes dos controlos domésticos.

Se quiser uma verdadeira sessão multiplayer, pode ainda emparelhar a sua consola com a dos seus colegas para competições locais.

"Espero que este primeiro olhar sobre a Nintendo Switch permita aos fãs imaginarem o potencial da liberdade para jogarem onde, quando e como quiserem", declarou Satoru Shibata, presidente da Nintendo Europa.

Demonstrações completas de jogos e outros detalhes, como o preço e a data de lançamento da própria consola, serão disponibilizadas antes do final do mês de março.