A partir de hoje os utilizadores do serviço Google Maps e Google Street View vão poder encontrar muitos mais monumentos nacionais e outras construções de património cultural português. Mosteiro dos Jerónimos, Mosteiro da Batalha, Palácio da Pena, Vila de Óbidos e Castelo de Guimarães são apenas alguns exemplos das “maravilhas portuguesas” que foram adicionadas às plataformas online da Google.

Em comunicado a tecnológica revela que foram precisos 62 dias, 225 horas, 150 quilómetros percorridos a pé e outros 12.700 quilómetros percorridos no total para criar esta nova expansão de cultura portuguesa que está agora acessível a todo o mundo.

Quer isto dizer que agora é possível fazer uma visita virtual a mais 57 locais de interesse e de diferentes “composições”: Aldeia histórica de Piodão, Cabo da Roca, Estádio da Luz, praia da Nazaré, Zoomarine, Jardim da Estrela, Sé Catedral de Braga, Palácio dos Duques de Bragança ou Parque Natural do Alvão, entre outros.


Além da adição ao Google Street View, a Google acrescentou alguns dos monumentos e construções ao seu portfólio do Cultural Institute. O projeto foi elaborado com o apoio da Direção-Geral do Património Cultural.

“Esta parceria com a Google, mais do que uma visita aos locais, estimula a aproximação das pessoas ao património, entendendo-o como um projeto de cidadania, através da sensibilização para a importância da sua preservação, salvaguarda e valorização”, salienta em comunicado Nuno Vassallo e Silva, diretor-geral da direção do património.