YouTube junta-se à guerra contra as notícias falsas

A empresa vai dinamizar uma série de workshops onde serão ensinados, a adolescentes, alguns princípios básicos para saberem lidar com informação manipulada online. A iniciativa surge a pouco mais de um mês das próximas eleições britânicas.

Apesar das notícias falsas em circulação na internet já estarem a ser assinaladas por gigantes tecnológicas como a Google e o Facebook, a quantidade de informação manipulada existente, e a velocidade com que a mesma é produzida, continua a preocupar a comunidade de internautas. Para lhes reduzir o impacto, o YouTube vai agora juntar-se à ofensiva de empresas que as tem tentado inutilizar.

Na prática, este esforço vai materializar-se no lançamento de um programa de workshops no Reino Unido, dirigido aos adolescentes, que vai ensinar os internautas a distinguir entre notícias reais e notícias falsas. A ideia é dinamizar estas aulas de forma presencial ao longo de várias atividades que podem ser realizadas num único dia. As lições vão tentar formar os mais novos de forma a que estes criem mecanismos de defesa contra conteúdos duvidosos, como a verificação de factos ou a utilização de ferramentas de denúncia.

Os workshops vão ser dinamizados por veteranos do YouTube.

A ideia da empresa, como nota o Engadget, não será erradicar as notícias falsas da superfície da internet mas antes envolver toda a comunidade presente no YouTube na luta contra este fenómeno.

A decisão foi tomada depois do parlamento britânico aprovar a antecipação das eleições para o próximo dia 8 de junho. Até lá, os tempos deverão ser férteis em "fake news", como mostraram, recentemente, outros atos eleitorais.

 

Veja também

Em destaque

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.