A tradição ainda é o que era. Pelo menos para a Samsung, que seguiu o exemplo dos seus lançamentos nos últimos anos, com vários exemplos de produtos vencedores de prémios de design internacionais, e projectou o RF711-S01PT tendo em mente um computador portátil de linhas modernas capaz de manter um elevado nível de qualidade e de robustez.

A construção deste novo modelo da Samsung impressiona pelas generosas dimensões, condicionadas pelo ecrã panorâmico LED HD+ de 17,3 polegadas. Neste capítulo, o RF711-S01PT atinge uma resolução máxima de 1600 x 900, facto que, aliado à drive óptica de leitura Blu-ray (que também funciona como unidade de gravação DVD +/- RW Dual Layer), garante ao utilizador várias horas de momentos bem passados em frente ao ecrã, seja a ver filmes ou a jogar.

O acabamento brilhante (glare) é bastante agradável à vista mas acaba por fazer com a visualização das imagens seja prejudicada em ambientes com fontes de luz directa, por muito ténue que seja, tornando-se os reflexos ainda mais evidentes devido à extensa diagonal do ecrã. Claro que, com a luz apagada, o cenário muda totalmente de figura.

[caption]IMAGEM1[/caption]

Ainda na parte multimédia, o RF711-S01PT conta com um sistema de som SRS Premium Sound com colunas integradas na parte superior, entre a base do ecrã e o início do teclado. No entanto, e tendo em conta que se trata de um portátil vocacionado para o desempenho - para ver filmes e jogar, sobretudo - talvez tivesse sido interessante colocar também um pequeno subwoofer na base. Entre os dois alto-falantes encontram-se ainda cinco botões - mute, aumentar som, diminuir som, activar/inibir as redes sem fios (802.11n e Bluetooth 3.0+HS) e ligar/desligar a máquina.

Graças ao enorme espaço disponível, o teclado não só apresenta uma configuração completa como também oferece ao utilizador um elevado conforto. Para isso, não só conta a vasta área para repouso dos pulsos como também o sempre bem-vindo formato chiclete, que implica também um bom espaçamento entre teclas. De igual forma, o touchpad é generoso e preciso, não comprometendo a experiência de utilização.

[caption]IMAGEM3[/caption]

Nas opções de conectividade, o RF711-S01PT conta com duas ligações USB 2.0, uma porta HDMI, uma ligação VGA e uma interface de rede gigabit, tudo isto do lado esquerdo. À direita do utilizador, é possível localizar junto da drive Blu-ray uma ficha USB 3.0 (existe outra na parte traseira) e a ranhura para cadeado. Este modelo inclui ainda uma webcam HD.

[caption]IMAGEM4[/caption]

Passando para o interior, o processador que está no coração deste portátil virado para os jogos, o vídeo e o multimédia é um Intel Core i7 da nova geração Sandy Bridge, um 2630QM de quatro núcleos. Apesar de ser o modelo de entrada na designação QM (Quad Mobile) da Intel, os 2 GHz de frequência - que podem chegar aos 2,9 GHz graças à tecnologia Turbo Boost - servem perfeitamente para dar uma boa resposta às necessidades.

[caption]IMAGEM6[/caption]

A parte gráfica tem a seu cargo uma Nvidia GeForce GT 540M dedicada, com 1024 MB de memória reservados exclusivamente para o efeito. Esta solução apoia-se na tecnologia Nvidia Optimus, que visa disponibilizar os melhores gráficos aumentando o tempo de autonomia da bateria. Para dar uma maior rapidez ao tráfego dos dados entre os vários componentes chave do sistema, o Samsung RF711-S01PT inclui 6 GB de memória RAM DDR3-1333.

O computador carrega um total de 1 TB de espaço disponível para armazenamento. No modelo testado pelo TeK, em particular, a configuração baseia-se em dois discos de 500 GB, sendo o primeiro dividido em três partições - uma para o sistema, outra para dados e a terceira, que está oculta, serve como partição de recuperação caso seja preciso aplicar alguma correcção ao sistema operativo, que é o Windows 7 Home Premium (64 bits).

[caption]IMAGEM7[/caption]

Num portátil deste calibre, a autonomia deixa de ser um ponto a considerar com tanta veemência - em 90 por cento das situações, o objectivo será colocá-lo na secretária, ligá-lo à corrente e pronto, até porque os 3 kg de peso são pouco convidativos para o transporte de mala ao ombro.

Ainda assim, as seis células que alimentam o RF711-S01PT oferecem até cinco horas e meia - isto definindo o modo de poupança nas Opções de energia do Windows e dando-lhe um uso muito "poupadinho" (abrir o e-mail, o browser, o editor de texto e pouco mais). Se, porventura, quiser ver filmes ou jogar, a carga da bateria será gasta em menos de duas horas.

Com o passar do tempo, é normal que o computador se torne cada vez mais lento a arrancar. Nesse caso, basta abrir o utilitário Easy Speed Up Manager para aceder à opção Speed Boot, que permite optimizar o computador para que o computador arranque mais depressa. É uma operação que demora algum tempo - no nosso caso durou cerca de quinze minutos - mas que vale a pena, pois durante o tempo de vida útil da máquina esse tempo será rapidamente amortizado durante os sucessivos processos de arranque.

Uma palavra ainda para o Samsung Update Plus, um utilitário que permite gerir toda a parte de software Samsung instalado na máquina, procurando e instalando as actualizações automaticamente à medida que estas são disponibilizadas.

[caption]IMAGEM8[/caption]

Estas são apenas duas das muitas aplicações com que a Samsung brinda todos os compradores do RF711-S01PT e que ajudam a justificar o preço de venda a público da máquina, que custa 1.299 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.