Já terminou o prazo para entrega em papel da declaração do Imposto sobre o Rendimento Singular de contribuintes com rendimentos de trabalho independente, mas a entrega online prolonga-se ainda até dia 26 de Maio. Se ainda não teve tempo de fazer as contas para calcular quanto terá a pagar ou receber, veja quais as ferramentas que podem auxiliá-lo nesta tarefa.

A aplicação disponibilizada no site e-Finanças é naturalmente o primeiro recurso, tendo já um nível de simplicidade elevado e com as vantagens que só a entidade pode garantir. Entre estas destaca-se o facto de a declaração já ter uma série de campos pré-preenchidos, desde a identificação dos contribuintes aos rendimentos de trabalho dependente e descontos realizados para a segurança social.

Esta funcionalidade decorre do cruzamento da informação já recolhida através das empresas, que declaram às Finanças as suas folhas de pagamento relativas ao ano anterior.

Para utilizar este sistema é preciso ter um registo e uma password, que pode ser pedida no site e-Finanças, sendo depois enviada para o domicílio fiscal. Quem já possui uma password e fez a sua declaração online no ano passado deve usar a mesma senha. Note ainda que num agregado familiar com mais do que um contribuinte é necessário que cada um tenha a sua respectiva senha de utilização.

A password é a mesma que pode utilizar sempre para entregar declarações ou fazer pesquisa sobre a sua situação contributiva, pelo que deve ser guardada num local seguro e acessível.

O TeK tinha já feito uma análise à aplicação das Finanças, que pode encontrar em Análise TeK: IRS online mais simples e funcional, e que detalha os vários passos de download e utilização deste software, assim como do seu preenchimento e validação dos dados.

http://imgs.sapo.pt/gfx/423231.gif

Outra alternativa passa pela aplicação IRScalc, da Jurinfor, que está há 16 anos no mercado e é sempre disponibilizada antes do final do ano, com dados actualizados, para que os contribuintes possam gerir investimentos e maximizar deduções possíveis.

A versão simples tem um custo de 7,5 euros e garante o acesso a todas as actualizações que vão sendo disponibilizadas pela empresa de acordo com as alterações aos modelos a preencher pelas Finanças.

Este software tinha também sido analisado de forma detalhada pelo TeK, podendo este artigo ser consultado em Análise TeK: IRS - Quanto vai receber no próximo ano?. Neste artigo tem toda a informação sobre o download, instalação e utilização da ferramenta da Jurinfor, assim como sobre o upload dos dados para o site das Finanças de forma a completar a entrega da declaração do imposto online.

http://imgs.sapo.pt/gfx/441193.gif

Esperamos que as ferramentas sugeridas sejam úteis para facilitar esta tarefa a que os contribuintes continuam a ser obrigados anualmente e que infelizmente ainda não se tornou mais simples e continua a ser dirigida a "mentes contabilísticas".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.