Viajar com o iPAQ Travel Companion da HP no lugar de navegador pode não ser uma grande ideia, sobretudo se não tiver um co-piloto ou assistente para gerir os caprichos do equipamento. Apesar de um design muito agradável e da conjugação de funcionalidades típicas de um PDA com o navegador GPS, o equipamento não é ainda um concorrente à altura de outras soluções dedicadas actualmente no mercado.

Seja dentro ou fora da cidade, a sincronização do equipamento com o sinal de satélite não é também das melhores, perdendo com frequência a ligação - o que pode prejudicar a validade do apoio à navegação, embora se mantenha o mapa - e emitindo um som irritante de cada vez que volta a ligar-se ao GPS.

Mas o principal defeito do Travel Companion é a lentidão com que o equipamento muda entre as diferentes funções, sobretudo se estiver a calcular rotas. Não é fácil estar a conduzir - ou mesmo parada num semáforo - e ter de esperar para poder ver um alerta de agenda ou uma entrada nos contactos.

Os estudos já provaram que os navegadores para os automóveis são mais um elemento de distracção para os condutores, podendo em situações extremas causar até acidentes, e por isso o acesso às funcionalidades dos equipamentos deve ser o mais rápido e fácil que for possível, as instruções dadas devem ser antecipadas e transmitidas de uma forma clara.

Não posso dizer que o iPAQ Travel Companion se tenha saído muito bem também nesta matéria. Sempre que saía da rota pré-definida - muitas vezes para usar estradas ainda não introduzidas no sistema por serem recentes - o iPAQ voltava simplesmente a recalcular a rota, sem dar indicação da mudança de percursos e insistindo frequentemente para fazer inversão de marcha em locais onde a manobra era claramente impossível.

Embora os mapas da NDrive usados no iPaq sejam bastante detalhados e repletos de pontos de referência úteis - como bombas de gasolina, restaurantes e até radares -algumas estradas mais recentes não estão ainda mapeadas, um problema que aliás partilha com muitos outros equipamentos de vários fabricantes.

Se tiver o apoio de um co-piloto a utilização do iPaq torna-se mais fácil - resolvendo com uma intervenção mais atenta algumas das questões referidas. Neste caso o Travel Companion pode até servir de distracção ao "pendura", que pode aproveitar para ouvir música, ver fotografias ou jogar algum dos jogos do Travel Companion.

http://imgs.sapo.pt/gfx/420100.gif

Pontos fortes
- Integração de várias funcionalidades
- Possibilidade de sincronização com o PC

Pontos fracos
- Lentidão no acesso a funções quando calcula percursos de navegação

Preço: 459 euros
Disponibilidade: Imediata

Fátima Caçador

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.