Foi na colina "Schattenbergschanze", o palco do Four Hills Tournament, na Alemanha, considerado um dos mais importantes eventos de saltos de esqui, em que os melhores atletas quebram recordes de distância, que a Canon também fez história ao entrar para o livro do Guinness: a empresa especialista em fotografia conseguiu imprimir a mais longa fotografia digital do mundo, na presença de um painel de jurados.

Como explica a empresa, o processo de impressão demorou cerca de 16 horas e alcançou o comprimento de 109.04 metros. Esta campanha foi acompanhada por um programa de donativos oferecido pela marca, tendo angariado 5.000 euros para a "Schaut hin!" e.V., uma associação regional de apoio a crianças e vítimas.

A Canon conseguiu, num processo de impressão contínua, produzir a mais longa fotografia digital do mundo, com a impressora de grande formato imagePROGRAF PRO-6100. Para conseguir esse feito, a Canon colocou a impressora no ponto mais alto da pista de saltos de esqui e manteve-a continuamente alimentada com papel especial impermeável da fabricante Ilford, através de um rolo, para que a impressão pudesse deslizar lentamente pelo vale abaixo, na própria pista de esqui.

O projeto consistiu numa colagem de impressões de fotografias de paisagens, desportivas e históricas e ainda de pessoas e personalidades famosas de Oberstdorf. O recorde foi registado sob o olhar atento dos júris oficiais, dos meios de comunicação e de Claudia Roth, Vice-Presidente do Parlamento Alemão e mecenas do Oberstdorf Photo Summit. A Canon registou assim o recorde no Guinness pela impressão da mais longa fotografia digital do mundo, após 16 horas de trabalho, alcançando um comprimento total de 109,04 metros e 1,37 litros de tinta consumidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.