A CRITICAL Software, a Accenture, a AIRC, o BPI, a EVERIS, o IPN e a Present Technologies vão garantir um estágio profissional de 12 meses, com um valor mínimo de remuneração mensal de 750 euros brutos, a todos os formandos que concluírem com sucesso a fase letiva do Acertar o Rumo.

Com uma duração total de 22 meses, repartidos por um período de 10 meses de formação e por um segundo período de 12 meses de consolidação através de um estágio profissional remunerado, o programa aposta na formação e desenvolvimento de competências na área informática.

“A garantia da realização de um estágio profissional remunerado com a duração de 12 meses é uma vertente fundamental e distintiva neste programa, que tem tido um enorme sucesso desde a primeira edição e que apresenta uma taxa de empregabilidade próxima de 100%”, afirma Catarina Fonseca, General Manager da iTGROW, empresa responsável pelo programa.

É, por isso, destinado não só a quem tenha um curso superior na área das Tecnologias de Informação, mas também a quem tenha formação numa qualquer vertente, mas sejam possuidores de outras capacidades como um raciocínio lógico, preparação matemática e afinidade/motivação para as tecnologias da informação, domínio da língua inglesa, bem como disponibilidade total para frequentar a formação e o estágio, entre outras.

A formação terá um custo total de 2.850 euros, a serem pagos no ato de inscrição na fase letiva do programa que arranca no dia 24 de setembro de 2018. Os estágios remunerados desta 6ª edição do Acertar o Rumo deverão ter início em julho de 2019.

Os interessados podem candidatar-se no site até ao dia 11 de setembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.