A tecnologia em questão promete bloquear os elementos existentes nos sites a que acedemos, que continuam a ser utilizados por várias empresas para recolher informação sobre hábitos de navegação, mesmo quando o utilizador assiná-la a preferência pela não partilha desses dados.

A ferramenta pretende bloquear ações típicas de redes de publicidade ou ferramentas de analítica que usam ferramentas para filtrar dados recolhidos a partir de cookies e de outros indicadores registados pelos browsers.
O Firefox, como a generalidade dos browsers, já permitem ao utilizador optar por não ver partilhados quaisquer dados relativos à navegação online mas muitas empresas não respeitam a indicação.

A tecnologia que a Fundação Mozilla está a desenvolver pretende impedir essa possibilidade e garantir que a decisão do utilizador é respeitada.
Por enquanto a ferramenta está em pré-beta e só integra a Firefox Developer Edition para Windows, Mac e Linux e o Firefox Aurora no Android, mas é provável que venha a integrar futuras versões do browser admitiu a Mozilla, que recentemente deu detalhes sobre o tema.

Numa nota no blog, a fundação explica que a tecnologia também pretende melhorar a capacidade do browser para identificar add-ons inseguros, que possam instalar malware nas máquinas ou recolher informação do utilizador, mas também admite que a tecnologia pode impedir alguns sites de carregarem corretamente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.