A startup portuguesa Seenergy venceu um dos prémios atribuídos na mais recente edição do EIT Jumpstarter 2023, uma iniciativa do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia. A empresa desenvolve produtos que integram sistemas de energia generativa em mobiliário e produtos domésticos do quotidiano e ganhou o primeiro prémio na categoria New European Bauhaus, no valor de 10 mil euros.

A Seenergy acredita que, ao misturarem design e tecnologia, os seus produtos resultam em soluções que não são só esteticamente apelativas, mas que também “enriquecem os espaços habitacionais e desempenham um papel ativo na redução da pegada de carbono”.

"O prémio é um marco tremendo, que simboliza a dedicação coletiva e o sucesso da nossa equipa. Valida o nosso percurso e também abre portas a parcerias estratégicas”, sublinha Rita Gomes, representante da empresa.

A mesma responsável valoriza o contributo do programa na melhoria da sua capacidade de colaboração e de uma comunicação eficaz para a angariação de apoio para o projeto.

Durante o programa, a Seenergy evoluiu da fase de idealização para a atual fase de prototipagem e teste e diz-se agora pronta para as fases seguintes, com ambição de fazer “uma transição perfeita do desenvolvimento para a produção e comercialização”, tirando partido da experiência e aprendizagens adquiridas durante programa.

A final do EIT Jumpstarter decorreu em Atenas, no final de novembro, e juntou 52 projetos de cerca de uma centena de inovadores, em nove categorias: digital, alimentação, saúde, energia, fabrico, matérias-primas, mobilidade urbana, New European Bauhaus e Rebuild Ukraine. No evento acabaram por ser premiados 27 projetos.

Entre os restantes vencedores, há ideias para novos sistemas de triagem inteligente para a indústria da reciclagem, uma IA de carregamento inteligente que programa os tempos de carregamento dos veículos elétricos para as horas de vazio da rede, ou um sistema que transforma resíduos em aterros em novos produtos de elevado valor.

Este ano estreou-se ainda uma categoria inédita no concurso, a "Rebuild Ukraine", vencida por uma empresa que desenvolveu uma solução B2B para digitalizar relatórios operacionais e procedimentos de conformidade, em linha com as normas globais GAP.

Para a edição deste ano avançaram 210 equipas, que passaram por um bootcamp online, onde receberam formação e orientação. Para a segunda fase do concurso, de formação conjunta local, avançaram já 90 equipas e chegaram à fase final pouco mais de 50. A organização acredita que, pelo menos metade destas, vão dar origem a novas empresas.

O EIT Jumpstarter foi criado para fomentar uma cultura europeia de empreendedorismo, apoiar a criação de empresas em fase de arranque e contribuir para a inovação na região. Arrancou em 2017 e apoiou projetos que já geraram 1.000 empregos e captaram 56 milhões de euros em prémios, subvenções e investimentos.

O pré-registo para a próxima edição do concurso já está disponível no site oficial.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.