O email assume-se e é assumido pelos próprios utilizadores do início do séc. XXI como uma das mais vantajosas ferramentas pessoais e profissionais introduzidas pela revolução da Internet.

O seu uso abarca tudo, desde a gestão pessoal, à interface privada do cidadão com empresas, serviços e Estado, à manutenção de laços de amizade e até, a conversa de café, movimentos sociais, etc.

As empresas, incluindo funcionários e patrões, também já não sabem funcionar sem correio electrónico, quer nos aspectos mais agressivos e menos positivos da angariação de novos clientes, quer na comunicação com clientes actuais, quer também nas comunicações internas e gestão da força de trabalho.

Independentemente do tipo de utilização que é dada ao email, a maior parte dos utilizadores continua a manter um conceito do mesmo geralmente associado ao computador, quer através do uso de um cliente dedicado, quer através do browser, no caso do webmail.

A importância assumida pelo email exige, todavia, um contacto permanente e em qualquer lugar, numa mudança de paradigma semelhante à efectuada com a transição do telefone fixo para o telefone móvel.

Dado o carácter pessoal dos telemóveis, a sua ligação permanente à rede de comunicações e dados e a sua sofisticação crescente, quer em termos de hardware computacional, quer em termos das aplicações integradas com os sistemas operativos móveis, estes surgem como um potencial cliente privilegiado para o email.

Os fabricantes de equipamentos de comunicação celular estão, também eles, cada vez mais atentos às necessidades de especialização dos terminais, produzindo centrais de comunicações, integrando voz e email e dando passos cada vez mais interessantes neste novo mundo de serviços. Aqui ficam algumas sugestões.

Nokia E71

Em conjunto com o E66, o E71 é o mais recente telemóvel empresarial da Nokia, herdeiro directo do formato QWERTY inaugurado pelo Nokia E61. Tal como o E61, o E71 apresenta um teclado QWERTY físico quase completo, constituindo um dos melhores exemplos de teclados completos num telemóvel. As teclas são agradáveis de utilizar e em conjunto com o software de escrita da Nokia, permitem, no âmbito deste comparativo e na ausência do HTC G1, os resultados mais rápidos, eficazes e intuitivos na escrita de texto.

O E71 é , também, o primeiro telemóvel Nokia a possuir suporte para servidores Exchange pré-instalado na ROM, tendo marcado o fim do suporte para soluções BlackBerry em telemóveis Nokia.

O cliente de email nativo da série 60 não é todavia dos melhores do mercado, ficando bem atrás dos clientes do iPhone, Windows Mobile e de qualquer BlackBerry, quer em termos de acessibilidade, quer em termos de configuração.
A Nokia está, todavia, em fase de desenvolvimento de um novo serviço e cliente de email, o Nokia Email, semelhante ao BlackBerry, mas ainda bastante limitado.

Apesar disto, o hardware é do melhor que a Nokia já produziu, inteiramente em metal e com uma qualidade de construção impressionante, incluindo dados móveis de alta velocidade 3,5G, Bluetooth 2.0, Wi-Fi b e g, câmara de 3,2 Megapixéis e GPS integrado.

Disponível nos revendedores Nokia autorizados, por cerca de 450 euros.

[caption]Nokia E71[/caption]

iPhone 3G

O mais revolucionário telemóvel dos últimos tempos possui também o melhor cliente de email deste lote, com verdadeiro suporte para email html, permitindo visualizar o correio electrónico exactamente como num cliente do computador, com gráficos e conteúdos reproduzíveis. Para além do suporte para correio html, o iPhone, da Apple apresenta igualmente capacidades de visualização nativas para a maior parte dos ficheiros Microsoft Office e Pdf.

O cliente de email no iPhone é ainda totalmente compatível com email PUSH em Exchange, para além de oferecer uma das mais intuitivas e simples soluções de email PUSH para privados, em conjunto com o pacote de serviços Me, igualmente da Apple.

A maior parte dos serviços de email, sejam POP ou IMAP são também compatíveis com o iPhone.

O hardware está ao nível dos restantes, com Wi-Fi e dados móveis 3,5G, GPS integrado e uma câmara de 2 Megapixéis com uma qualidade de imagem bastante aceitável.

O iPhone é no entanto o dispositivo menos prático para introdução de texto, devido à ausência de um teclado físico e a algumas limitações na composição de texto em português.

Cerca de 500 euros para o modelo de 8GB e 600 euros para o modelo de 16GB, na Vodafone e Optimus.

[caption]iPhone 3G[/caption]

BlackBerry Bold

Os aficionados BlackBerry portugueses ainda suspiram pelo revolucionário BlackBerry Bold, que, apesar de já estar disponível em importação, ainda não chegou aos canais oficiais dos operadores.

Para além de representar uma forte aposta na diversificação do produto BlackBerry, através de funções de reprodução multimédia renovadas e do melhoramento dramático do browser incorporado pela primeira vez, ambos a par do mercado de consumo privado, o Bold marca também a estreia no mesmo dispositivo BB de Wi-Fi e dados 3,5G.

Em conjunto com uma qualidade de construção cuidada e uma ergonomia agradável, o Bold apresenta os mesmos argumentos já conhecidos nos terminais da marca canadiana: baixos consumos de dados móveis, graças à formatação específica do email e conteúdos online acedidos através do browser; privacidade, graças à total encriptação dos dados e versatilidade, já que pode funcionar sobre os serviços da maior parte dos fornecedores de email comuns e em ambientes empresariais, incluindo servidores Exchange, Novell GroupWise e IBM Lotus Domino.

O Bold é, sem dúvida, a melhor experiência de email profissional, quer pelo seu cliente e interface, quer pelo seu teclado QWERTY completo.

Disponível em Portugal apenas por importação, com preços variáveis, desde os 700 euros.

[caption]BlackBerry Bold[/caption]

HTC Touch Pro

O HTC Touch Pro, recentemente colocado à venda em Portugal, é um dispositivo Windows Mobile 6.1, com o suporte implícito para servidores Exchange, visualização e edição de documentos Microsoft Office e Pdf e a mais valia da interface multi-toque proprietária da HTC, o ToucFLO 3D e um teclado QWERTY completo.

Para além da habitual competência do hardware HTC, revelada pela qualidade de construção e design, com integração de Wi-Fi, dados móveis 3,5G, Bluetooth 2.0, GPS e câmara de 3,2 Megapixéis, o Touch Pro marca ainda pontos pelo teclado mais completo do comparativo, deslizante, com cinco linhas de teclas ao longo do comprimento do terminal. A implementação do teclado, obriga, todavia, à utilização do Touch Pro apenas com duas mãos, o que, sendo um defeito menor, pode ser considerado um ponto negativo.

Disponível na maior parte das grandes superfícies especializadas em electrónica de consumo, por cerca de 750 euros.

[caption]HTC Touch Pro[/caption]

T-Mobile G1

Apresentado esta semana, o T-Mobile G1, fabricado pela HTC está ainda envolto em mistério, sendo, por enquanto, um terminal exclusivo da T-Mobile norte-americana. Apesar de estar ainda longe do mercado português, o HTC G1 é o primeiro dispositivo móvel disponível comercialmente com o sistema operativo móvel open-source Android, desenvolvido pela Google em cooperação com dezenas de fornecedores de serviços, operadoras e fabricantes.

A apresentação oficial do G1 confirmou Wi-Fi, dados 3,5G, Bluetooth, câmara de 3,1 megapixéis, GPS integrado e ecrã multi-toque, para além de um teclado completo de cinco linhas, sob o ecrã deslizante obrigando, tal como o HTC Touch Pro, à utilização das duas mãos para composição de textos.

Particularmente relevante para o tema do email móvel é o cliente de email integrado com o Android, dedicado ao Gmail e permitindo utilizar todas as funcionalidades da versão webmail, incluindo presença e Google Talk, com recepção PUSH.

[caption]T-Mobile G1[/caption]

Nota de redacção: A montra foi corrigida para trocar a ordem das fotos que ilustravam os equipamentos da HTC e da Blackberry, já que estavam trocadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.