(Actualizada) Pagas ou gratuitas, simples ou elaboradas, as opções de aplicações desenvolvidas especialmente para o telemóvel da Apple são vastas e têm sido alvo de interesse dos programadores, que tiram partido do modelo da App Store, que outras empresas tentam replicar.

De jogos que simulam as máquinas de fazer pipocas a aplicações que replicam os efeitos do flash que falta na câmara fotográfica do telemóvel, existem opções para todos os gostos, diferentes necessidades e preços.

No ano passado a liderança das aplicações pagas coube ao Koi Pond, uma aplicação que permite transformar o telemóvel num aquário virtual cheio de carpas, enquanto nas aplicações gratuitas o iPint, que converte o ecrã do telefone numa caneca de cerveja que se "bebe" inclinando o equipamento, ganhou o maior número de adeptos.

A App Store já ultrapassou as 65 mil aplicações publicadas, e em Julho já tinham sido feitos mais de 1,5 milhões de downloads, mostrando que os utilizadores estão dispostos a fazer download de ferramentas gratuitas ou pagas - por vezes por preços que ultrapassam os 5 euros -, para fazer brilhar o seu iPhone ou complementar as suas funcionalidades.

Hoje centramo-nos em aplicações com carimbo português, desenvolvidas por empresas lusas que exploram o modelo de disponibilização de ferramentas de baixo preço mas com elevado poder de disseminação.

A Wit Software foi uma das primeiras empresas portuguesas a avançar com uma aplicação para iPhone, garantindo ao telemóvel da Apple a possibilidade de enviar MMS, um serviço que era apontado como uma das principais falhas deste terminal no mercado europeu.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Já em Abril a Wit desenvolveu para a Vodafone o Mobile TV, uma ferramenta de download gratuito que permite aos utilizadores do telefone ver as emissões de Mobile TV da operadora, que conta com um leque de 23 canais de televisão, entre os quais a RTP Mobile, SIC, TVI, SIC Notícias, AXN, MTV Music, Panda, Discovery Mobile, Canal História e CNN, entre outros.

O Mobile ATM foi a aplicação seguinte, transformando o iPhone num terminal de multibanco, à semelhança do que já existe para outros telemóveis.

[caption]Nome da imagem[/caption]As notícias de fórmula 1 têm também um cunho português com o iF1News, da portuguesa Monzonito.

Os resultados das corridas, estatísticas de pilotos e equipas, assim como a informação de circuitos estão disponíveis nesta aplicação. O interface é ainda em inglês mas fácil de utilizar, podendo seleccionar-se até 4 fontes de notícias.

O custo do download é de 1,59 euros e a aplicação está disponível desde Abril.

A Wizi também portou a sua aplicação de localização para o iPhone, com o Wizi SMS with Location, em download gratuito.
[caption]Nome da imagem[/caption]A ferramenta permite a partilha de localização por SMS ou email, mostrando a um grupo de amigos onde estamos ou onde encontrar um determinado local.

Ainda em versão em inglês, a aplicação vai estar em breve disponível também em português. Segundo a empresa, dois dias após o lançamento na Apple App Store, o Wizi SMS with Location atingiu o 3º lugar das aplicações de navegação mais descarregadas.

Com o calor do verão a Empty Factory decidiu também tirar partido da App Store e lançou um guia de TV, que pode ser descarregado gratuitamente. A empresa já desenvolve software para Mac e esta é uma das suas mais recentes produções.

[caption]Nome da imagem[/caption]

O Guia usa os conteúdos do Web Service EPG do SAPO e apresenta uma descrição dos programas, permitindo também a pesquisa e definição dos programas favoritos. Tem um interface em português e inglês.

A Empty Factory já tinha publicado antes duas aplicações na App Store: o areas e o unity. A primeira mostra os códigos geográficos que devem ser acrescentados aos números de telefone está com data de 20 de Outubro de 2008 e pode ganhar o "prémio" da rapidez, enquanto a unity faz conversões de moeda e conversões de unidades.

Estas duas aplicações são de download pago, custando a primeira 2,39 euros e a segunda 0,79 euros.

Para quem gosta de jogos vale a pena experimentar o Dropoly, da Inovaworks, um laboratório de investigação e desenvolvimento de soluções tecnológicas de Trend IT e LifeStyle.

O preço para download é de 1,59 euros, mas para já a aplicação pode ser descarregada por 0,79 euros, como promoção de lançamento.

[caption]Nome da imagem[/caption]

A empresa garante que esta é a primeira aplicação de entretenimento portuguesa reconhecida pela Apple para o iPhone e iPod Touch, mas o TeK não conseguiu ainda confirmar esta informação.

Até porque encontrámos o Scrabbis, publicado por João Paquete a 11 de Julho, um jogo que entretém o utilizador a ordenar um conjunto de letras que caem para formar uma palavra, e que está disponível para cinco línguas, entre os quais o português.

Este "exercício mental", de inteligência e rapidez, custa 1,59 euros por download.

Uma sugestão de um leitor levou também à descoberta do 3towers e do 3towers Lite, publicados por André Neves, dois jogos de tabuleiro com cartas. O primeiro está publicado com data de 11 de Novembro de 2008 e o segundo poucos dias depois. A principal diferença é que o primeiro é pago (custa 1,59 euros) e o segundo gratuito, mas o tempo para realizar os níveis é limitado.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Com a continuação do sucesso da App Store é natural, e desejável, que o número de aplicações portuguesas para o iPhone continue a crescer. Admitimos também que, para além das ferramentas que listámos, existam outras de que não temos conhecimento.

Se conhecer alguma use a caixa de comentários abaixo para nos dar conta dessas aplicações.

Fátima Caçador

Nota da Redacção: [17:25] A informação foi actualizada com a inclusão da referência às duas primeiras aplicações para iPhone desenvolvidas pela Empty Factory e ao jogo 3Towers, sugeridos por um leitor atento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.