O número de aplicações cresce num ritmo acelerado, que não tem previsão de abrandamento, à medida que são colocados no mercado cada vez mais modelos de smartphones e tablets, habituando os consumidores a ecrãs táteis e acelerómetros quanto baste.

A procura é igualmente elevada e prova-se nos recordes que, volta e meia, se anunciam relativamente ao número de downloads feitos a partir de determinada loja, ou relativamente ao número de vezes que determinada aplicação foi descarregada.

Há conteúdos para todos os gostos que as "donas" das plataformas reúnem em categorias, com o objetivo de ajudar os utilizadores na cada vez mais árdua tarefa de selecionarem aqueles que pretendem ter no seu telemóvel ou tablet.

Uma outra caraterística que contribui, em grande medida, para a diferenciação das aplicações que vão sendo disponibilizadas é o facto de serem gratuitas ou pagas. E no meio de tanta oferta gratuita, o que poderá justificar o gasto, que às vezes chega a alguns euros, na compra de uma aplicação? Fomos espreitar as lojas das diferentes plataformas e mostramos-lhe os conteúdos pelos quais os utilizadores costumam pagar.

Sem dúvida que os jogos, e o entretenimento no geral, tomam a dianteira. O fenómeno é facilmente verificável olhando para qualquer um dos tops das lojas das principais plataformas.

Na Google Play, a loja para Android, o jogo Draw Something é, de momento, o mais descarregado entre os conteúdos pagos disponíveis.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Esta espécie de Pictionary para smartphones e tablets que levem a plataforma móvel promovida pela gigante da Internet custa 1,51 euros e terá sido descarregado entre 1.000.000 a 5.000.000 de vezes, estando classificado com quatro em cinco estrelas, depois de avaliado por mais de 28 mil utilizadores.

De referir que, tal como acontece na maior parte dos jogos, o Draw Something tem uma versão gratuita, mas tradicionalmente estas versões são mais limitadas em termos de funcionalidades e níveis, além de integrarem publicidade por vezes difícil de "contornar", o que leva muitos utilizadores a optarem pela versão paga.

Segue-se o jogo Where's my Water com o seu protagonista, o crocodilo Swampy. Pode habilitar-se a ajudar Swampy a tomar o seu duche diário ao longo de 180 níveis de dificuldade pagando 0,76 euros.

O título, desenvolvido pela Disney, está classificado com cinco estrelas (o máximo) em resultado da avaliação de perto de 78 mil utilizadores. O número de instalações também varia entre 1.000.000 e os 5.000.000.

O pódio das aplicações pagas para Android fica completo com o Cut the Rope. O popular jogo conta com cerca de 33 mil avaliações, que em média lhe atribuem 4,7 estrelas. A versão em causa custa 0,68 euros.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Dizemos desde já que os lugares remanescentes do Top5 da Google Play não pertencem a jogos. A quarta posição é arrecadada por uma aplicação que disponibiliza várias ferramentas de medição, a Smart Tools (1,80 euros), e a quinta pertence ao Double Twist Alarm (1,49 euros).

[caption]Nome da imagem[/caption]

Passando ao Top5 da plataforma da Apple, a cena repete-se, com os jogos de novo em destaque, mas há aplicações que fogem à regra.

Sem necessitar de apresentações, o AngryBirds lidera, na edição Space. Custa 0,99 euros e soma 15.570 avaliações, que lhe atribuem quatro estrelas e mais um pouco, em cinco.

Mais dois títulos populares constam da lista: Grand Theft Auto 3, em segundo (4,99 euros), e Fruit Ninja, em quinto (0,99 euros) .

Cabe ao iTranslate Voice e ao Palm Reading Booth quebrarem a habitual rotina dos jogos. A aplicação de produtividade que fala 31 línguas (em voz alta) está em terceiro entre as mais vendidas para dispositivos iOS. Foi lançada há cerca de duas semanas e conta com mais de 3.200 avaliações. A classificação resultante é o pleno das cinco estrelas e o custo é de 0,99 euros.

Naquilo que pode ser considerado uma espécie de "cigana virtual", a Palm Reading Booth lê a palma da mão (tal como o nome indicia), mas também "deita cartas" e "lê os astros", com um índice de popularidade que a coloca em quinto lugar no Top das aplicações pagas da App Store.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Terminamos a nossa "ronda" na loja da Microsoft, onde as primeiras posições da listagem de conteúdos pagos para Windows Phone são ocupadas exclusivamente por jogos. Angry Birds (0,99 euros), Fruit Ninja (0,99 euros) e PAC-MAN Kart Rally (2,99 euros) perfazem o pódio.
A quarta posição cabe ao PES 2012 (4,99 euros) e a quinta ao Feed Me Oil (0,99 euros).

Só na oitava posição surge uma aplicação de outra área que não os jogos, mais precisamente de fotografia, a TurboCamera (1,99 euros).

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Patrícia Calé
Nota da Redação: Corrigido o link para o Grand Theft Auto 3

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.