(Atualizada) Depois de o TeK ter dado a conhecer navegadores alternativos para o sistema operativo Windows, hoje é dia de ficar a conhecer alguns browsers menos conhecidos para Mac OS X.

Ainda que o Safari seja o mais utilizado, e aquele que tem o selo de garantia Apple, existem outras opções de navegadores que se conseguem diferenciar pela experiência de utilização na Internet.

São cinco as alternativas apresentadas e que servem a diferentes tipos de utilizadores: os mais exigentes, os que procuram uma navegação simplificada ou até para os que preferem projetos open source.

Camino

Este browser é open source e tem como principal objetivo dar a melhor experiência de navegação aos utilizadores do sistema operativo dos computadores Apple. Atualmente na versão 2.1.2, o Camino faz uso das páginas favoritas e do histórico de navegação para ajudar o utilizador a encontrar mais rapidamente a página que quer visitar através de um sistema de sugestões na barra de endereços.

O navegador possibilita o uso de vários tabs em simultâneo, mas para que a situação não fique descontrolada, existe uma opção chamada Tab Overview que permite ver ao mesmo tempo todas as páginas que estão em execução, ajudando a localizar aquela que mais interessa num determinado momento.

O browser tem uma forte componente de proteção online integrada, bloqueando com eficácia vários esquemas de phishing e malware, já que usa as mesmas bases de dados de outros navegadores populares como o Safari, Firefox e Google Chrome.

[caption]Camino Mac OS X[/caption]

Existe ainda a funcionalidade Annoyance Blocking, que bloqueia de forma automática todos os pop-ups, publicidades e conteúdos Flash que estão em muitos dos sites que um utilizador visita habitualmente. A opção pode ser regulada conforme os interesses do utilizador, através da definição individual por página de permissões de conteúdos.

O Camino está disponível em várias línguas, mas o português ainda não faz parte do "pacote". O browser é baseado no motor de renderização Gecko da Mozilla Foundation.

iCab

Foi um dos navegadores a passar o Acid2, um teste que expõe as falhas de renderização dos navegadores Web, o que de certa maneira ajudou este browser a sair do lado "negro" da Internet para passar a ser mais conhecido e utilizado.

O iCab 5.0, a última versão disponibilizada e que data de junho de 2012, tem mais de 20 botões de ferramentas que são personalizáveis e que ajudam o utilizador a definir a poupança de espaço que quer fazer na barra superior do browser em função das ações que mais costuma utilizar.

Os responsáveis por este navegador dizem haver dez características que o iCab tem e que mais nenhum outro browser possui. Uma delas é o modo Kiosk, no qual o navegador ocupa todo o ecrã e bloqueia as restantes aplicações do computador, ferramenta que é vantajosa em situações que o utilizador esteja a usar o computador num trabalho que exija que o dispositivo passe por várias pessoas, e que prevene o acesso a outros softwares que não o próprio navegador.

[caption]iCab Mac OS X[/caption]

O Portable Web Archives é outra das soluções "exclusivas" e que permite comprimir em arquivo .rar as páginas de Internet que o utilizador precisa, para depois partilhar ou transferir para outros computadores a informação na íntegra, incluindo conteúdos multimédia. Existe ainda o Link Manager, que permite dividir o navegador em duas partes distintas, uma destinada à pesquisa e navegação por hiperligações que aparecem renderizadas na outra parte. Esta ferramenta é útil sobretudo para profissionais que façam um rastreamento de publicações online.

O "táxi" para Mac OS X possui ainda um gestor de cookies, um gestor de filtros para páginas Web e tal como o Camino, também tem uma ferramenta de auto complete na barra de endereços.

Neste momento está disponível em duas versões: uma gratuita mas com opções limitadas, e outra que custa 15 euros e permite tirar partido de todas as vantagens do navegador.

OmniWeb

Foi o primeiro navegador de Internet a ficar disponível para os computadores com sistema operativo da Apple. Atualmente baseado na tecnologia WebCore desenvolvida pela própria Apple e que também suporta o Safari, a quinta versão do OmniWeb traz aos utilizadores do Mac OS X algumas funcionalidades que aumentam a produtividade do browser.

O navegador permite visualizar diversas abas ao mesmo tempo, através de um sistema de miniaturas que abre uma pré-visualização das páginas que estão abertas. As páginas são dispostas numa "lista" e é possível navegar entre elas de forma rápida, ao mesmo tempo que reorganizar os conteúdos também fica mais simplificado.

O OmniWeb permite criar espaços de trabalho pessoais, aquilo a que a empresa chama de WorkSpaces, e que gravam todas as informações relativas à navegação que determinado utilizador está a fazer com o browser: páginas Web, histórico de Internet e até a localização das páginas no ecrã. Com um "snapshot" é possível capturar a área de trabalho e retomá-la de forma inalterada numa outra altura, mesmo que entretanto tenham sido feitas alterações às páginas.

[caption]OmniWeb Mac OS X[/caption]

O navegador também possui opções que permitem personalizar o bloqueio de conteúdos invasivos que estão nas páginas Web, personalizar o aspeto de determinadas páginas, como o tamanho de letra, e definir em que sites os downloads devem ser feitos automaticamente sem pedir a permissão do utilizador.

Uma outra opção interessante é a possibilidade de se criarem atalhos escritos, que quando são introduzidos na barra de endereços, levam o utilizador diretamente para a página definida. Por exemlo, a tag "t@" poderia redirecionar o utilizador para a página tek.sapo.pt - esta função é vantajosa para pessoas que são visitantes habituais de várias páginas online.

Stainless

De todas as "alternativas", o Stainless é a mais "incompleta" de todas. São os próprios responsáveis pelo programa a chamar a atenção para o facto de o Stainless ser um produto ainda em desenvolvimento e que pode não representar uma alternativa tão viável a outros browsers pela falta de algumas ferramentas a que os utilizadores estejam habituados.

[caption]Stainless[/caption]

Em contrapartida, é um navegador simples e leve, o suficiente para aqueles que procuram uma solução mais básica para navegar na Internet. Tem o mesmo sistema de multi-processamento que o Chrome, em que cada aba funciona de forma independente do navegador.

Tem uma ainda uma outra característica que distingue este browser dos restantes e que se chama "início de sessão paralelo". Neste sistema, caso o utilizador assim o queira, pode iniciar duas sessões diferentes no mesmo serviço, dentro do mesmo navegador mas em separadores diferentes.

Cruz

Este navegador para Mac OS X oferece uma oportunidade de integração com as redes sociais, sobretudo através do sistema de janelas múltiplas. É possível ter mais do que uma janela aberta no mesmo "ambiente", o que permite por exemplo ter o Facebook aberto do lado esquerdo, ter o blogue aberto no centro para trabalhar, e ter o Twitter do lado direito para controlar as reações das publicações.

Ainda que esta funcionalidade possa ser aproveitada com outras páginas, a componente social é a que sai mais a ganhar neste formato. Existe ainda um plug-in nativo do Twitter no navegador, que confirma a cadência deste software para as relações sociais.

Os responsáveis pelo Cruz têm um conjunto de API disponíveis para os programadores que pretenderem desenvolver novas ferramentas para o browser.

[caption]Cruz Mac OS X[/caption]

Esta é uma lista das alternativas que estão disponíveis para os computadores com Mac OS X da Apple. Durante as próximas semanas serão abordadas sugestões para outros sistemas operativos, as propostas de outros browsers são bem-vindas.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.