As imagens podem valer por mil palavras e garantir o sucesso de uma comunicação, mas só se forem bem trabalhadas. As ferramentas gratuitas na Internet multiplicam-se e, embora já tenhamos falado de algumas no TeK, vale a pena revisitar as melhores e acrescentar algumas novidades para que não se perca e tenha sempre à mão os melhores editores.

As funções básicas de cortar, colar, redimensionar e afinar cores e resolução estão sempre presentes, mas algumas destas aplicações vão mais longe, dando acesso a "toques" profissionais, sem que seja necessário instalar qualquer software no seu computador.

Uma visita obrigatória é o Picnick, que já destacámos como site do dia. Com uma aparência bem apelativa e uma edição muito fácil, esta ferramenta não tem segredos para nenhum utilizador, mesmo que nunca tenha usado um editor de imagem.

[caption]Nome da imagem[/caption]

E nem sequer exige registo ou a instalação de qualquer componente no computador. Basta fazer o upload da foto a transformar ou melhorar e começar a exercer a criatividade ou sentido de estética, retirando os temidos "olhos vermelhos", aumentando a nitidez ou redefinindo cores.

Se estiver com disposição, pode usar as ferramentas de criação para uma transformação completa, acrescentando, por exemplo, narizes de palhaço ou outros artefactos a uma foto, através dos sugestivos adesivos disponibilizados no serviço. No fim basta salvar o trabalho, guardando-o em disco.

Se o resultado for tão brilhante que leva a pressões de amigos e famílias para se profissionalizar - começando a "tratar" todas as fotografias dos bebés ou das férias, vale a pena optar pela versão Premium, que tem um custo de assinatura a partir de 2,08 dólares por mês.

Com um interface familiar para quem já usou o Photoshop da Adobe, o Splashup alarga as possibilidades criativas, fazendo também as vezes de gestor de imagens. O editor é semelhante a ferramentas que são instaladas no desktop, mesmo na gestão de menus, o que pode ser uma desvantagem para quem se estreia nestas andanças...

[caption]splashup[/caption]

A possibilidade de editar várias imagens em simultâneo, e de ter diferentes camadas dentro da mesma imagem, é uma das mais valias da ferramenta que antes era conhecida como Fauxto e que acabou por mudar de nome para uma designação bem mais feliz, temos de admitir...

Aqui também pode experimentar a edição das imagens sem qualquer registo, importante das fotos de serviços online como o Facebook, Flickr, Picassa ou Photobucket, não sendo esquecido também o próprio disco do computador.

Os efeitos especiais são uma das marcas garantidas pelo Pixenate que, logo a partir do ecrã inicial, lhe aponta as principais ferramentas transformadoras. Os efeitos cosméticos estendem-se ao branqueamento de dentes em sorrisos mais alargados, mas pode contar com a transformação de efeitos de pinturas a óleo ou a carvão.

[caption]Pixenate[/caption]

As sobreposições não foram esquecidas, e há um pouco de tudo, desde molduras a balões de conversa ou "efeitos" que se colam.

Mais económico no número de ferramentas, mas também mais directo, o Onlinephototool dá acesso às tarefas básicas de corte, cola, rotação ou ajustamento de contraste e é uma boa alternativa às ferramentas já referidas.

[caption]Pixenate[/caption]

Fica só uma nota para quem quiser experimentar: exige a utilização de Flash pelo que se quiser uma alternativa terá de visitar o FreeOnlinePhotoEditor ou Glitterphoto, também criados pela holandesa zygomatic.

Se gostou da ideia dos editores online, mas é fã incondicional do Photoshop embora não possa instalar a "ferramenta mãe" dos profissionais em todos os computadores, vale a pena aceder ao site da Adobe e descarregar as diferentes versões de "test drive" do programa, sendo obrigatório o registo.

[caption]Photoshop [/caption]

Nota de Redacção: Esta Montra foi originalmente publicada pelo TeK a 24 de Novembro de 2009.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.