Hoje é oficialmente dia de iOS 5. À hora que estamos a escrever o artigo, a nova versão do sistema operativo móvel da Apple ainda não está disponível para download, embora a empresa já tenha começado a preparar terreno para a sua chegada, oferecendo algumas das funções que lhe estão associadas, caso do iCloud.

O iOS 5 e o serviço de armazenamento, a par de outras novas versões de software, acabaram por ser a última novidade da Apple apresentada por Steve Jobs, numa altura em que este já estava afastado da gestão diária da empresa, embora mantivesse o cargo de CEO.

Apesar da morte do carismático ex-presidente, na semana passada, a empresa manteve as datas de lançamento do novo sistema operativo, assim como do iPhone 4S.

Com a chegada do iOS 5, a Apple promete 200 novos argumentos de utilização para os proprietários dos 200 milhões de dispositivos que o comportam. As alterações notam-se essencialmente ao nível do interface, na melhoria da navegação e nas aplicações que pretendem facilitar ainda mais a vida dos utilizadores.

Uma das mais aguardadas é o Notification Center, que permitirá o acesso, visualização e gestão de todas as notificações a partir de um só local. Desta forma, quando aparecem mensagens de texto, chamadas perdidas, alertas de calendários, alertas de aplicações, surge um alerta no topo do ecrã, sem que isso interrompa o que estamos a fazer.

[caption][/caption]

Basta um arrastar do dedo para ver todas as notificações, e com um toque aceder à aplicação que mostrou a notificação para termos mais detalhes. As notificações aparecem também no ecrã de bloqueio, com a mesma possibilidade de entrar na aplicação a cuja notificação se refere.

Outro dos "argumentos" que promete fazer furor é o iMessage. O serviço permite trocar mensagens de texto, fotos e vídeos para outro utilizador ou grupos de utilizadores que tenham dispositivos com iOS, ou seja, iPads, iPhones e iPods Touch, funcionando com 3G e Wi-Fi.

[caption][/caption]

As iMessages são automaticamente apresentadas nos dispositivos iOS 5, e incluem também a entrega de recibos de leitura, indicação de que a outra pessoa está a escrever, etc, tal como costuma acontecer neste tipo de aplicações.

A nova funcionalidade introduzida pelo iOS 5 tem contudo sido alvo de alguma polémica. Além de ser encarado como uma resposta aos serviços de messaging existentes, como o dos BlackBerry, o iMessage estará a deixar as operadoras de telecomunicações "à beira de um ataque de nervos", preocupadas no que diz respeito ao modelo de negócio para as SMS.

[caption][/caption]

É que o iMessage permite a troca de mensagens de forma gratuita, tanto a nível nacional como internacional, embora restritas aos dispositivos da Apple com o sistema operativo móvel - que neste momento já somam os tais 200 milhões...

A Newsstand é outra das funcionalidades destacadas pela Apple no lançamento do novo iOS 5. A aplicação oferece uma nova forma de comprar e organizar as subscrições de jornais e revistas digitais, mostrando as capas das mesmas. A partir de agora, uma nova secção da App Store reúne apenas publicações para subscrição, com o objetivo de permitir aos utilizadores encontrarem de forma rápida jornais e revistas de todo o Mundo.

Ao fazermos uma subscrição, as novas edições aparecem na Newsstand e são atualizadas em background, para que tenhamos sempre disponível a mais recente capa.

O iOS 5 inclui também uma aplicação Twitter integrada, que necessita apenas de um único login e que permite "twittar" a partir de todas as aplicações compatíveis, incluindo Photos, Câmara, Safari, YouTube e Mapas.

Já o novo Reminders quer ajudar os utilizadores de iPads, iPhones e iPods Touch a gerirem melhor o seu dia a dia. O recurso permite criar e agrupar tarefas, definir alertas baseados na hora ou localidade, prioridades e datas de fim, para que seja recordado de uma tarefa à medida que o seu deadline se aproxima, ou quando chega ou sai de um local. A aplicação também pode ser vista no iCal e Outlook e é atualizada automaticamente.

[caption][/caption]

Segundo a Apple, o iOS também introduz melhorias ao nível do browser Safari, apresentando funcionalidades como o Safari Reader, que facilita a leitura de um texto, mostrando a página completa de um site; a Reading List, para gravar artigos que pode ler mais tarde e que são sincronizados com todos os seus dispositivos iOS; ou o Tabbed Browsing, que permite mudar facilmente entre várias páginas Web no iPad.

As novas funcionalidades nas aplicações Camera e Photos dão acesso imediato à câmara a partir do ecrã de bloqueio, sendo possível usar o botão do volume para tirar rapidamente uma foto.

A nova aplicação Photos permite cortar, rodar, melhorar e evitar os olhos vermelhos, além da organização das fotos em álbuns diretamente no dispositivo, assim como a sua partilha imeditaa.

[caption][/caption]

Ao descarregar o iOS 5 vai ganhar também a funcionalidade PC Free, que permite aos utilizadores do novo sistema operativo ativarem e configurarem os seus dispositivos sem necessitarem de um computador, assim como descarregarem atualizações de software, via wireless. A opção de Wi-Fi Sync no iOS 5 transfere e faz o backup do seu conteúdo de forma segura através de SSL e sincroniza de forma wireless os conteúdos comprados a partir do dispositivo para a biblioteca iTunes.

Sem integrar propriamente a nova versão móvel do sistema operativo, mas estando diretamente relacionado com o mesmo, o serviço de armazenamento iCloud é o destaque número 10 na estreia do iOS 5.

O iCloud ficou disponível a partir de hoje, com a promessa de facilitar a troca de conteúdos entre dispositivos móveis e PCs, e a garantia de "atualização sincronizada". A integração do iCloud com o iTunes permite ainda que o utilizador possa também estender a todos os dispositivos da marca os conteúdos que já tinha comprado na loja, sem custos.

Cada utilizador tem acesso gratuito a 5GB de espaço para guardar emails, documentos e backups. O armazenamento de música, aplicações e livros comprados à Apple não conta para ocupar estes 5GB, sendo possível comprar espaço adicional.

[caption][/caption]

O iCloud ficou disponível a partir de hoje, com a promessa de facilitar a troca de conteúdos entre dispositivos móveis e PCs, e a garantia de "atualização sincronizada". A integração do iCloud com o iTunes permite ainda que o utilizador possa também estender a todos os dispositivos da marca os conteúdos que já tinha comprado na loja, sem custos.

Cada utilizador tem acesso gratuito a 5GB de espaço para guardar emails, documentos e backups. O armazenamento de música, aplicações e livros comprados à Apple não conta para ocupar estes 5GB, sendo possível comprar espaço adicional.

Ao que indica a imprensa internacional, a atualização para o iOS 5 vai estar disponível esta quarta-feira, a partir das 18 horas locais, podendo ser feita diretamente com a ligação ao iTunes.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.