A oferta na área das comunidades virtuais tem crescido vertiginosamente, reflectindo a popularidade que têm actualmente entre os utilizadores Internet de todo o mundo, jovens e menos jovens. Só em Portugal 1,4 milhões de internautas costuma aceder a este tipo de sites, de acordo com os números mais recentes da Marktest.

Reconhecendo o sucesso alcançado pelo conceito, as marcas começaram a apostar na criação das suas próprias redes virtuais, tentando aproveitar todos os benefícios inerentes a um site deste tipo, onde é possível fazer chegar a mensagem a um número alargado de pessoas, obter feedback de campanhas ou até chegar à fala com o consumidor, através de fóruns, por exemplo.

A ideia defendida por alguns marketeers de que as campanhas online difundidas a partir de uma comunidade ou blog podem ter um impacto 500 vezes maior do que aquelas promovidas a partir dos sites das próprias empresas mostra o potencial do conceito em termos publicitários.

A nível internacional as marcas que se lançam na criação de comunidades virtuais sucedem-se a um ritmo alucinante. A Coca-Cola com a Sprite Yard, a Adidas com a sua rede social para adeptos do atletismo Code ou a parceria entre a Air France e a KLM para o lançamento da Bluenity, uma comunidade dedicada aos viajantes, para a partilha de dicas de viagem, informação sobre hotéis e restaurantes, são alguns exemplos.

Por terras lusas também já vamos tendo com que nos entreter. Sempre muito atenta às questões do marketing, a McDonald's foi uma das primeiras marcas a apostar no conceito para o cibercanto português.

A UAILDE, que resulta do aportuguesamento da palavra wild em inglês, promove o seu conjunto de actividades em áreas como a música, o cinema, o desporto ou a tecnologia. Há igualmente vários passatempos que premeiam os membros da comunidade, desenvolvidos em redor da marca McDonald's e dos parceiros que se associaram à empresa de fast food neste projecto que data de 2006.

[caption]UAILDE[/caption]

Já a Cena chegou a 3 de Outubro deste ano, assinalando o aniversário da sua promotora, a Cidade FM, e permitindo que os fãs da estação socializem entre si através da Internet.

De uma forma alternativa, a popular marca de chocolates Mars avançou em 2007 com a sua rede social Pet Net. Neste espaço virtual, que actualmente integra a rede do portal IOL, os perfis a criar não são propriamente de pessoas, mas antes dos seus animais de estimação.

[caption]PetNet[/caption]

Sempre atentas às "movimentações" na Internet, as principais operadoras nacionais de redes móveis também apostaram nas comunidades virtuais.

A TMN promove a chamada "consciência colectiva" em redor da sua marca através da Moche, associada a um tarifário com o mesmo nome.

A Vodafone tem em versão beta a ZYB, criada para a utilização através do telemóvel, mas que também está acessível através do PC, permitindo a partilha de mensagens e outros conteúdos entre os membros de uma mesma lista telefónica móvel ou servindo como ponto de partida para o envio de fotografias MMS, entre outras funcionalidades.

Associado ao tarifário Tag, a Optimus lançou uma comunidade com o mesmo nome, permitindo que os internautas, sejam seus clientes ou não, usufruam do espaço para partilhar experiências, ideias e opiniões.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.