Ao longo dos últimos dias já demos conta de vários lançamentos feitos em Berlim pelas principais marcas da eletrónica de consumo. Não trouxeram novidades surprendentes ao mercado, mas diversificaram a oferta disponível para as plataformas Android e Windows 8, em vários tamanhos, cores e preços, pelo menos.

Nesse leque alargado de lançamentos feitos à volta do conceito tablet, demos já destaque ao LG G Pad, que assinala a reentrada da fabricante sul-coreana no segmento dos Tablet PC, depois de uma incursão sem grandes resultados feita ainda em 2011, com o V900.


Também já lhe demos nota do novo Encore, mais uma aposta da Toshiba no Windows 8, desta vez "embalada" num equipamento com ecrã de oito polegadas, que deverá chegar às lojas em novembro, com um preço a rondar os 300 euros.



Partilhámos ainda as primeiras impressões relativamente às novas propostas da fabricante francesa Archos, que apresentou em Berlim três novas propostas low cost. Mas pela IFA passaram mais novidades.

A Samsung foi uma das empresas que aproveitou o palco alemão para tentar brilhar, revelando o novo Galaxy Note 10.1. Este refrescamento ao conceito Note na gama das 10 polegas mantém a S Pen, mas altera quase tudo o resto no modelo.



Com um processador de quatro ou oito núcleos (consoante os mercados), ecrã de alta resolução de 2560x1600 pixéis, com uma densidade de 299 pixéis por polegada, esta edição 2014 do tablet de 10.1 polegadas da fabricante sul coreana duplica a capacidade do modelo anterior a este nível.

[caption]Galaxy Note[/caption]

A capacidade fotográfica segue a mesma tendência, com a câmara traseira a avançar para os 8 megapixéis e a câmara frontal a oferecer 2 MP, contra os 5 e 1,9 MP da edição anterior.
Este novo Galaxy Note garante ainda um upgrade da RAM que passa de 2 para 3 GB e também melhora a capacidade da bateria, de 7.000 para 8.220 mAh.



Vai manter as versões de 16, 32 e 64 GB, bem como a aposta no Android. Chega às lojas de 149 países a partir de 25 de setembro, a mesma data prevista para o lançamento de outros gadgets que a empresa apresentou no mesmo certame.




A Lenovo também escolheu a Alemanha para apresentar o novo S5000, um tablet que aposta na elegância e que se posiciona entre os mais finos do mercado, com uma espessura de apenas 7,9 milímetros. As medidas delicadas (as mais delicadas do mercado, garante a marca) contribuem para lhe dar um peso também interessante: nada mais nada menos que 236 gramas.



O modelo está equipado com a versão 4.2 do Android, integra um processador de quatro núcleos a 1,2 GHz, câmara de 5 megapixeis. O ecrã é de 7 polegadas Full HD com uma resolução de 1280x800 pixéis e a bateria de 3.450 mAh, podendo estender a autonomia até 8 horas. O equipamento não suporta 4G, ficando-se pela conectividade 3G e Wi-FI.

A data de lançamento do S5000 ainda não é conhecida, mas sabe-se já que terá um preço base de 199 euros, para a versão Wi-Fi de 16 GB.

[caption]Lenovo[/caption]

A Acer aproveitou a viagem a Berlim para revelar o novo Iconia A3, que vai chegar ao mercado com versões de 16 e 32 GB. Com um ecrã de 10.1 polegadas WXGA de 1280x800 pixéis e tecnologia IPS, o novo modelo integra um processador de 4 núcleos a 1,2 GHz. Suporta ainda uma autonomia de bateria até 9 horas com utilização de vídeos, garante a marca. Tem conectividade Wi-Fi, 3G e Bluetooth 4.0 e o sistema operativo é Android. A câmara traseira tem uma resolução de 5 MP.



O novo modelo, que também se destaca pela integração da tecnologia de som Dolby Digital Plus 5.1, chega às lojas em finais de outubro (opção com Wi-Fi) e em novembro (no caso da opção com 3G), com preços a partir dos 249 euros.
A Acer aproveitou ainda a feira para mostrar novas versões do seu Iconia A1 e B1, que ganharam novas cores.

[caption]Acer[/caption]

Já a Asus foi a Berlim mostrar dois novos MeMo Pad com ecrãs de 8 e 10 polegadas, ambos com ecrã IPS de 1280x800 pixéis e processador de quatro núcleos a 1,6 GHz.



A RAM de 1 GB também é igual para os dois tablets Android. Já a bateria é de 3.950 mAh na versão de 8 polegadas e de 5.070 mAh na versão de 10.1 polegadas, enquanto o peso dos modelos é de 350 e 522 gramas, respetivamente.

A capacidade interna de armazenamento também é diferenciada nas duas opções: 8 GB na versão de 8 polegadas e 8 ou 16 GB na versão de 10 polegadas. Acontece o mesmo com a câmara traseira, de 5 MP no tablet de 8 polegadas e de 2 MP na versão de 10 polegadas. Os preços dos novos dispositivos ainda não são conhecidos, mas devem partir dos 200 euros.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Orientado para um mercado mais exigente, a Asus também revelou um novo Transformer TF701T. Com um SoC Tegra 4 e uma RAM de 2 GB, este convertível tem uma resolução nativa de 2560x1600 pixéis, num ecrã IGZO-IPS que se mantém nas 10.1 polegadas. Tem uma câmara de 5 megapixéis e memória interna de 32 ou 64 GB. Chegará às lojas em breve com a versão 4.2 do Android e a partir dos 399 euros.

[caption]Asus[/caption]

Fechamos com o gigante da Panasonic, um tablet de 20 polegadas que já tinha sido "avistado" noutros eventos, mas só na feira alemã se revelou ao mundo com todos os detalhes, incluindo o preço, que será de 4.500 euros (mais IVA).



O suporte para a tecnologia 4k e a resolução de 3840x2560 pixéis são atributos de destaque neste gadget, batizado pela fabricante como Toughpad 4K UT-MB5 e dirigido ao mercado profissional.

Outros atributos a detalhar são o processador Intel vPro dual core a 1,9 GHz, com 4 ou 8 GB de RAM, o disco SSD de 256 GB ou a placa gráfica Nvidia GeForce 745M. O sistema operativo de suporte é o Windows 8.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Se depois desta ronda ficou mais inclinado para um notebook espreite o artigo que publicámos recentemente sobre as novidades da IFA nessa área, onde também vai encontrar o novo tablet da Sony.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.