O interface por toque é a grande tendência da maior parte dos fabricantes e sistemas operativos móveis, despoletada em 2007 com a apresentação do primeiro telemóvel da Apple, o iPhone e do seu impressionante interface multi-toque.

Apesar de já existirem, há bastantes anos, interfaces baseados em ecrãs sensíveis ao toque, estavam geralmente restritos à utilização através de um acessório, geralmente uma caneta apropriada. O iPhone dispensou a caneta e permite que os utilizadores interajam com o sistema operativo com a mais natural e intuitiva ferramenta apontadora: os dedos.

Apesar de na altura estarem já a ser desenvolvidos sistemas semelhantes por outros fabricantes, a nova forma de interagir com o telemóvel surpreendeu tudo e todos, tornando-se um dos principais factores de sucesso do iPhone e marcando uma viragem no design e compreensão do sistema operativo e dos próprios terminais, à qual toda a indústria foi sensível.

Para além do iPhone, existem diversos telemóveis com interface por toque à disposição dos consumidores nacionais, cobrindo a maior parte das necessidades e aplicações e diferindo grandemente em termos de características, capacidades do interface e sistema operativo. Ficam aqui alguns dos melhores equipamentos nesta gama.

Apple iPhone

Não poderíamos começar esta montra sem antes referirmos o telemóvel responsável pela popularização dos ecrãs por toque, o iPhone, da Apple. Aparte o seu interface por toque, o iPhone não trouxe nenhuma tecnologia ou funcionalidade inovadora à oferta já existente, pelo contrário, as suas lacunas, ainda hoje, são muitas e notórias, desde a ausência de suporte para MMS ou gravação de vídeos, à câmara de 2 Megapixéis e à ligação de dados EDGE.

Aquilo que realmente fez o iPhone destacar-se e funcionou quase como um puxão de orelhas aos restantes fabricantes acomodados, foi a sua facilidade de utilização, permitindo o uso dos dedos para navegar menus intuitivos e pouco complicados, sem hierarquias infinitas e o browser integrado, um dos primeiros browsers móveis a oferecer uma experiência de navegação próxima das versões de secretária.

Já na versão 1.1.4, com a versão 2.0 à vista, o sistema operativo por detrás do iPhone revela-se como uma plataforma de futuro, que encoraja potenciais compradores e os próprios programadores, já aceites pela Apple, com o lançamento do kit de desenvolvimento para a plataforma.

A ligação EDGE continua lá, tal como a câmara de 2 Megapixéis e outras limitações, embora isso possa vir a mudar dentro de pouco tempo, com uma nova versão, desta vez em 3G ou possivelmente, em 3,5G, a ser lançada nos próximos meses.

Portugal continua, contudo, sem distribuidor à vista, aparentemente com a Vodafone fora da corrida e a TMN e a Optimus a reiterarem o seu interesse.

O iPhone já pode ser comprado em diversos países da Europa, como o Reino Unido, França ou Alemanha, para além dos Estados Unidos, geralmente associado a um plano da operadora e com um bloqueio ao país de venda, mesmo em caso de desbloqueio legítimo, nada de inultrapassável para o crescente número de utilizadores portugueses do telemóvel da Apple.

Está à venda em versões com armazenamento de 8 e 16GB, em diversos países europeus, entre os 399 euros e os 700 euros, consoante plano de tarifas e bloqueio de rede.

http://imgs.sapo.pt/gfx/448659.gif

Sony Ericsson G900

A Sony Ericsson já possui há algum tempo terminais com interfaces por toque, através de caneta, até agora restringidos às propostas de gama alta e segmento empresarial do fabricante, os dispositivos Pxxx, com sistema operativo Symbian UIQ. O Sony Ericsson P800, um telemóvel revolucionário na altura em que foi lançado, foi um dos primeiros terminais a popularizar os interfaces com 'pen-input', até então restrito aos PDAs.

Com o G900, apresentado em Janeiro durante último Mobile World Congress, a Sony Ericsson pretendeu 'democratizar' o sistema operativo UIQ e com ele, o interface por toque. O G900 e o G700, apresentado na mesma altura, são os primeiros dispositivos UIQ fora da linha Pxxx, inaugurando igualmente a linha Gxxx, apresentada como organizadores móveis optimizados.

O G900 dispõe de diversas opções para a transmissão de dados, com ligação de dados móveis 3G, Wi-Fi e Bluetooth, integradas num formato 'candybar' e três opções de input, incluindo toque, caneta e teclado alfanumérico convencional. O utilizador poderá escolher entre escrever SMS rápidas com o teclado convencional, utilizar o teclado virtual ou tomar notas caligráficas com a caneta e finalmente, navegar na internet com movimentos dos dedos directamente no ecrã de 240 por 320 pixéis.

O terminal da Sony Ericsson possui ainda as características comuns da actual geração de telemóveis, incluindo uma câmara posterior de 5 Megapixéis e uma frontal para videochamada, cliente de email e browser Opera integrados, e um leitor de multimédia com suporte para uma variedade de formatos de vídeo e música.

O Sony Ericsson G900 deverá estar disponível em Portugal antes do Verão, por um preço ainda não divulgado.

http://imgs.sapo.pt/gfx/448651.gif

Samsung SGH-F700V

O F700 faz já parte da vaga de 'iPhone-killers', telemóveis idealizados pelos fabricantes para competirem directamente com o terminal da Apple. Para tal, a Samsung dotou o F700 de um ecrã widescreen, com interface por toque e que ocupa quase a totalidade da face frontal do telemóvel. Também à semelhança do iPhone, o F700 dispõe de um browser 'full-HTML', proporcionando uma experiência de visualização de páginas web semelhante a um browser de desktop, com a mais-valia de integrar ligações de dados Wi-Fi, Bluetooth e móvel de alta velocidade 3,5G

Para além dessas características, o F700 apresenta ainda uma câmara posterior de 3 Megapixéis e uma frontal para videochamada. Por baixo do generoso ecrã, podemos ainda encontrar um teclado QWERTY reduzido deslizante, tornando-o um telemóvel bastante completo.

O sistema operativo deste Samsung prima pela sua facilidade de utilização e elegância, sendo um dos mais interessantes sistemas operativos móveis do mercado, aparte da oferta dos gigantes Nokia, Microsoft e Apple.

O F700 está disponível em Portugal através da Vodafone, com a denominação F700V, com um preço de venda ao público recomendado de 319,89 euros

http://imgs.sapo.pt/gfx/448652.gif

HTC Touch Dual

O Touch Dual, da HTC, é o sucessor do popular Touch original, o primeiro telemóvel com sistema operativo Microsoft Windows Mobile a reagir directamente ao lançamento do iPhone e a oferecer, a par do interface clássico Windows Mobile 6, com input por caneta, um interface proprietário da HTC, o TouchFLO, optimizado para input por toque e que permite o acesso às funções mais utilizadas através de ícones e menus acessíveis com um dedo.

O Touch Dual oferece o mesmo interface optimizado para o toque Touch original, acrescentando um teclado deslizante híbrido alfanumérico/Qwerty e perdendo a ligação de dados Wi-Fi. Apesar da perda de conectividade as velocidades da ligação de dados móvel foram melhoradas, com a adopção de um rádio 3,5G.

O Touch Dual possui um processador a 400MHz, traduzindo-se numa operação bastante fluida, sem demoras na resposta do sistema operativo, também graças aos 256MB de ROM incluídos. A HTC incorporou ainda uma câmara frontal para videochamada, para além da câmara posterior de 2 Megapixéis.

O HTC Touch Dual está disponível livre de operador, com um preço de cerca de 550 euros ou através da TMN, por 409,90 euros.

http://imgs.sapo.pt/gfx/448653.gif

LG KU990 Viewty

O LG KU990 Viewty é um telemóvel orientado para a imagem digital, graças à sua câmara de 5 Megapixéis com lentes de alta qualidade certificadas pela Schneider-Kreuznach, combinada com o software de compressão de imagem e vídeos de alta definição.

À parte as suas características fotográficas, o Viewty possui um ecrã de 7,6 centímetros de diagonal, com interface por toque e caneta e um sistema operativo com suporte para reconhecimento de escrita, reprodução de filmes DivX e gravação de filmes a alta velocidade, até 120fps.

Uma das características mais interessantes do Viewty é o software incluído, contando com uma aplicação dedicada para o upload de vídeos para o serviço de partilha de vídeos YouTube, bem como um pacote Google que inclui as aplicações GMail, Google Maps, e-Blogger e Google Search, para além de aplicações de IM para MSN e Yahoo. É claro que com a presença deste tipo de serviços, a LG integrou uma ligação de dados móveis 3,5G, capaz de suportar as cargas de upload. Um telemóvel dedicado à web 2.0

LG Viewty apresenta um preço algo elevado, apesar de justificado pelas funções que disponibiliza, bem como pelo seu design exclusivo. Por 479 euros.

http://imgs.sapo.pt/gfx/448654.gif

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.