Numa altura em que o sistema operativo de código aberto promovido pela Google ganha adeptos e popularidade em todo o mundo, as operadoras portuguesas procuram também diversificar a oferta de dispositivos Android, a preços cada vez mais atractivos.

Como o preço é um factor que normalmente pesa na decisão dos consumidores, seleccionámos algumas das ofertas mais interessantes disponíveis no mercado nacional por valores abaixo dos 200 euros. As escolhas incluem apenas smartphones com as versões mais recentes do SO móvel.

As razões prendem-se não só com um critérios de actualidade, mas também com as melhorias prometidas tanto ao nível do desempenho como da usabilidade e integração com outras tecnologias. E se há alguns meses era ainda difícil encontrar em Portugal telefones com versões 2.1 e 2.2 do Android, esta é agora uma realidade comum - nomeadamente nos equipamentos de marca própria das operadoras, com os quais procuram levar os smartphones a um leque cada vez mais alargado de clientes.

Um dos exemplos desta aposta, e também aquele que se apresenta como um dos mais baratos das ofertas encontradas, é o Vodafone 845, que quando foi lançado, em Julho, custava 134,90 euros, mas actualmente pode ser adquirido por 129,90 (menos 10, caso se opte pela loja online).

[caption]Vodafone 845[/caption]

O dispositivo apresenta-se com um ecrã táctil de 2,8 polegadas e combina as características da versão 2.1 do Android, como o acesso à loja com mais de 100 mil aplicações, com os serviços Vodafone 360. Com conectividade 3,5G, Wi-Fi e Bluetooth, apresenta ainda características como o processador de 525Mhz e a câmara de 3,2 megapixéis e A-GPS.

[caption]TMN SoftStone[/caption]

Pelo mesmo preço é possível adquirir o SoftStone da TMN, apresentado apenas alguns dias depois com a mesma versão do sistema operativo e características semelhantes ao equipamento da Vodafone.

O ecrã é do mesmo tamanho, suporta o mesmo tipo de conectividade e a câmara é idêntica, mas o equipamento apresenta uma vantagem para os adeptos dos sistemas de navegação assistida: o GPS com licença vitalícia NDrive 10. Aqui, ao invés do Vodafone 360, pode contar com o Pond, um agregador de serviços de media social desenvolvido pela operadora da PT.

Uns meses antes, a TMN tinha já colocado à venda o a1, o seu primeiro Android, com um ecrã mais generoso (3,5 polegadas) e a mesma versão 2.1 do SO, que o TeK já testou. O equipamento custa agora 154,90 euros e partilha com o SoftStone características como a resolução da câmara (mas com auto-focus), a conectividade e a oferta de licença da NDrive.

[caption]TMN a1[/caption]

Ainda no domínio das ofertas com "selo" das operadoras, vale a pena conferir as duas ofertas da Optimus neste campo, o Optimus Boston e o San Francisco, ambos com Android 2.1.

O Boston marca a estreia da empresa nos equipamentos de marca própria com o sistema operativo promovido pela Google, que na altura vinha equipado com Android 1.6 mas actualmente já é apresentado pela operadora como dispondo da versão 2.1.

[caption]Optimus Boston[/caption]

O smartphone integra um ecrã multitouch de 3,2 polegadas e uma câmara de 5 megapixéis. O processador é de 600 MHz e fica garantida a conectividade 3,5G, Wi-Fi e Bluetooth, bem como o GPS. O equipamento - que o TeK testou na chegada ao mercado e com Android 1.6 - é comercializado, integrado na campanha de dispositivos desbloqueado da empresa, por 179,90 euros.

[caption]Optimus San Francisco[/caption]

Esta semana, a operadora começou a comercializar um novo modelo, o Optimus San Francisco, que custa mais 20 euros (199,90 euros, ou 189,90 online), mas dispõe de um ecrã de 3,5 polegadas multitouch e capacitivo.

O processador é também de 600 MHz mas a câmara incluída é, neste caso, de 3,2 megapixéis. Ao nível da conectividade ficam garantidas as mesmas comodidades que no primeiro equipamento proposto pela marca.

Outros dos equipamentos cujo lançamento foi objecto de destaque pela operadora do grupo Sonaecom foi o LG Maximo One, que também é vendido pela Vodafone. Vem equipado com a versão seguinte do Android e é comercializado a 179,90 euros por ambas as operadoras.

O telefone da LG conta com um ecrã de 3,2 polegadas, câmara de 3 megapixéis e processador de 600 MHz e ligação à Internet de 3,5G. A versão 2.2 do Android, o Froyo, confere-lhe melhorias ao nível da integração com o email profissional ou do suporte ao Flash, por exemplo.

[caption]LG Maximo One[/caption]

Durante os próximos dias deverá ainda começar a ser comercializado mais um equipamento que a enquadrar na seleccção de hoje. Falamos do primeiro telemóvel de marca Sapo, que foi apresentado este mês no Codebits e vai custar 150 euros e já foi objecto. À semelhança da maioria dos modelos referidos, recorre ao Android 2.1.

[caption]sapo a5[/caption]

Joana Martins Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.