A União Europeia quer aproveitar o potencial dos dados para capacitar os cidadãos e construir uma sociedade mais saudável, mas para isso são necessários princípios e certificação comuns que facilitem a disponibilização de soluções por parte das PMEs.

É nesse sentido que está a trabalhar com o CEN, o comité europeu para a normalização, no desenvolvimento de uma especificação técnica que ateste a qualidade e a fiabilidade das apps de saúde e bem-estar, e a com as organizações ISO e IEC, de modo a garantir a consistência com os padrões internacionais.

Entretanto, lançou um estudo com a intenção de avaliar como é que os criadores de aplicações de saúde e bem-estar desenvolvem esses conteúdos, de modo a garantir a sua qualidade e fiabilidade, e quão fácil ou difícil isso é. O objetivo final é desenvolver uma especificação amplamente adotada e – que de acordo com as políticas da UE – possa impulsionar a procura, principalmente pelas autoridades e prestadores de serviços de saúde, e mobilizar com mais eficiência o financiamento público.

tek estudo UE apps saude

O estudo está disponível a partir desta página online.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.