Depois de dois adiamentos, no próximo sábado deverá ser, finalmente, lançado um foguetão da SpaceX que dá “boleia” a 64 pequenos satélites, pertencentes a 34 organizações de 17 países. A maioria tem propósitos utilitários, seja na área das comunicações, da observação da Terra ou das ciências, mas um deles só servirá mesmo para ser “apreciado”.

Trata-se de um projeto da autoria do artista Trevor Paglen, que conta com a colaboração do Museu de Arte do Nevada, nos Estados Unidos, e que leva o nome de Orbital Reflector. Tal como a denominação indica, esta “escultura” na forma de satélite não funcional é altamente refletora, podendo ser vista da Terra a olho nu.

Tal acontece à medida que a luz do sol reflete na obra de arte, que dará “ares” de ser uma estrela a mover-se lentamente.

Pode conhecer mais acerca do projeto e como tudo se vai processar durante a viagem até à órbita terrestre a partir do site www.orbitalreflector.com.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.