Depois de alguns anos em construção e preparação, a sonda InSight está pronta para partir com destino a Marte. O lançamento está previsto para cerca das 12h00 de Portugal continental deste sábado, dia 5 de maio. A chegada deverá acontecer a 26 novembro, passados cerca de seis meses de viagem, numa região chamada Elysium Planitia, considerada a parte mais monótona do planeta vermelho.

A escolha do local tem uma razão de ser: é que a sonda não tem rodas, ou contrário de outros instrumentos de observação já lançados. Em vez de percorrer a superfície marciana, o objetivo da InSight ao longo dos 728 dias de “estadia planetária” será perfurar o solo para analisar os seus componentes.

Mais precisamente a InSight, ou Interior Exploration using Seismic Investigations, Geodesy and Heat Transport, vai tentar detetar as impressões digitais dos processos de formação dos planetas, assim como medir os sinais vitais do planeta vermelho, mediante aquilo que o seu nome por inteiro indica: tomando o seu “pulso”, “temperatura” e “reflexos”, refere a NASA na forma de analogias.

Por outras palavras, analisando a dimensão, espessura, densidade e estrutura geral da crosta, manto e núcleo de Marte, assim como a taxa a que o calor emerge do interior do planeta, a missão InSight fornecerá pistas acerca da evolução não só do planeta vermelho , mas de todos os planetas rochosos do Sistema Solar, acredita a agência espacial norte-americana e os seus parceiros.

Pode conhecer todos os pormenores desta missão a partir do microsite que lhe é dedicado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.