O Verão começou. Para muitos, a estação é sinónimo de sol, calor, praia… e tempo livre. Por vezes mais do que gostaríamos. É nestas alturas que o smartphone, tantas vezes usado para tratar de coisas sérias, se pode revelar útil na satisfação de uma mais básicas necessidades humanas: o ócio. Entretenimento é a palavra de ordem.

Pois é, hoje assumimos sem complexos toda a preguiça que se apodera de nós em fins-de-semana de calor ou numa semana de férias passada entre os rigores de uma espreguiçadeira e umas braçadas em águas a uns razoáveis 24 graus. Toda a sugestão será dedicada a ajudar os nossos leitores a ultrapassar esses momentos de provação tirando partido do smartphone que tantas vezes serviu para responder a emails de trabalho.

Se precisar mesmo de desculpas para estar a ler um artigo sobre como usar um instrumento de trabalho para não fazer absolutamente nada de produtivo, pode encarar isto assim como uma espécie de catarse…

Numa altura em que o sistema operativo móvel da Google conquista um espaço cada vez maior entre os utilizadores europeus e no mercado português contamos com uma oferta significativa de dispositivos Android - a preços que ajudam a democratizar o uso do smartphone - sugerimos uma série de aplicações gratuitas capazes de ajudar a "matar o tempo"… à beira da piscina ou no caminho para o trabalho.

Começamos com algumas sugestões para meter a leitura em dia, sem precisar de carregar livros. Como? Transformando o telefone em leitor de ebooks. Neste caso, quanto maior o ecrã do smartphone, mais confortável será a leitura, mas não há nada que o zoom e a boa vontade não resolvam. Lembre-se que não lhe estamos a propor que estude no telefone, a ideia é pegar em coisas "leves" para passar o tempo.

[caption]Aldiko[/caption]

Na altura de escolher uma aplicação para levar os livros electrónicos para o Android, o Aldiko será, sem dúvida, uma hipótese a considerar. Trata-se de uma solução completa, que permite descarregar títulos gratuitamente (livros do domínio público ou que foram disponibilizados pelos autores) e adquirir obras em algumas lojas online. É também possível importar livros do computador, sendo compatível com formatos ePub e PDF.

Tamanho de letras, cor, tamanho das margens são tudo definições configuráveis, que ajudam a adaptar a leitura ao gosto de cada um. A possibilidade de folhear as obras digitais recorrendo aos botões de volume do telefone e a de ajustar o nível de luminosidade prometem facilitar a vida a quem lê num telefone.

Os adeptos do Kindle - ou felizes proprietários de um - podem antes optar pelo Kindle para Android, que também contempla títulos gratuitos e oferece sincronização com a leitura feita noutras plataformas Kindle, como a versão do software para computador ou o leitor dedicado. Esta propriedade permite continuar a leitura no estado em que a deixou e aceder a marcas colocadas pelo leitor, por exemplo, bem como aceder à sua biblioteca nos vários dispositivos.

[caption]Banca Sapo[/caption]

Ainda para leitura, mas noutro registo, não poderíamos deixar de sugerir uma bem sucedida aplicação made in Portugal que promete deixar os utilizadores ao corrente daquilo que vai fazendo a actualidade noticiosa nacional. Falamos da Banca Sapo, uma solução permite percorrer as primeiras páginas das publicações nas bancas e ler artigos de última hora ou mesmo aceder a vídeo reportagens.

Porque nem só de imprensa nacional é feita a actualidade e não falta quem não passe sem uma voltinha diária pelo Google Reader, incluímos na nossa lista de downloads a ponderar o NewsRob, que permite ler os feeds deste serviço no telefone.
Se isto das notícias é tudo muito bonito, mas mal pega no jornal vai directinho à secção de desportiva, talvez valha a pena considerar a variante Sapo Desporto… ou o ESPN Score Center, que oferece informação sobre centenas de ligas de futebol em todo o mundo.

Com a vista cansada e o coração apertado pela derrota do clube do nosso coração, estamos decididos a abstrair-nos da realidade. Sabendo que existem diversas formas eficazes de atingir esse objectivo, escolhemos a mais fácil: jogos. De preferência daqueles bem óbvios e simples, que não nos obriguem a pensar.

[caption]Paper Toss[/caption]

Angry Birds e sucedâneos à parte, o leque de propostas capazes de colocar o nosso raciocínio intelectual ao nível de o de uma criança de 4 anos é vasto. Um dos exemplos sobejamente descarregados do Android Market é o Paper Toss. Tudo o que tem de fazer é atirar com um papel para um balde do lixo. Sim, é isso. Está a ver alguma maneira mais simples de queimar tempo?

Ok, há outra. É eficiente e remonta há muitos anos atrás. O ZX Spectrum já foi por nós referido noutras ocasiões, mas achámos por bem incluir na lista de hoje uma solução capaz de levar os mais saudosos de volta a esse imaginário, sem largar o Android.

A proposta chama-se Marvin - ZX Spectrum Emulator e, como o nome indica, reproduz no smartphone o ambiente da máquina de outros tempos e ajuda o utilizador a encontrar os jogos de que precisa para ser feliz. Pode ser difícil adaptar-se aos comandos no ecrã táctil, mas uma coisa lhe garantimos, o som vai ser tal e qual como antigamente.

[caption]Marvin - ZX Spectrum Emulator[/caption]

[caption]Talking Tom Cat[/caption]

Se dois parágrafos acima tinha respondido "sim", mas não era bem um computador da "velha guarda" que tinha em mente. Ou é dos que acredita simplesmente que "rir é o melhor remédio". Talvez esteja na altura de conhecer o Talking Tom Cat.

Este gato animado repete tudo o que lhe é dito com uma entoação muito própria - ou irritante, consoante o ponto de vista. Funciona bastante também como forma de entreter os mais novos… se achar que não há perigo de estes se transformem em pequenas máquinas de repetir tudo quanto ouvem.

Já que falámos em crianças aproveitamos para deixar outra sugestão capaz de colá-los ao ecrã do smartphone o tempo suficiente para deixar os pais darem um mergulho. E sem culpas. Isto porque a aplicação em causa tem como objectivo testar os conhecimentos dos seus utilizadores em três áreas: Matemática, Português e Estudo do Meio.

Chama-se Diz3 e apresenta-se como uma competição multidisciplinar para crianças do 1º ciclo promovida pelo PmatE e pela Universidade de Aveiro. A utilização é gratuita mas implica o registo prévio no site do Projecto Matemática Ensino.

Outra forma de conquistar miúdos e graúdos é a captação e edição de imagens "para mais tarde recordar". Ou publicar imediatamente nas redes sociais.

O Picplz é uma das nossas favoritas. Para além de a sua extensa lista de efeitos ajudar a disfarçar a má prestação de câmaras menos abonadas no que à definição da imagem concerne, apresenta-se como uma ferramenta realmente divertida, capaz de levar os mais distraídos a acreditar que as fotos tiradas ontem remontam aos anos 70, por exemplo.

As imagens captadas podem ser armazenadas numa conta Dropbox e o serviço, referenciadas geograficamente e para além de permitir a partilha no Twitter, Facebook, Tumblr ou Foursquare, o serviço tem a sua própria rede social, onde é possível "seguir" amigos e ir conferindo as fotos que estes publicam.

[caption]PicPlz e PhotoShop Express[/caption]

Aos mais tradicionais, sugerimos um clássico, o PhotoShop. Aqui em versão reduzida e gratuita, a Photoshop Express. A aplicação oficial da Adobe permite editar as fotografias directamente no telemóvel: cortar, rodar, inverter e corrigir erros de exposição, contraste e luminosidade, ou adicionar uma moldura. Guardar no Dropbox e publicar online também são opções.

Se é mais uma vítima do "flagelo" das redes sociais e acha que ainda não perdeu tempo suficiente, deixamos-lhe duas últimas sugestões: TweetDeck e Facebook for Android. Não tendo nada para fazer, pode sempre ocupar-se com aquilo que se diz online.

Joana Martins Fernandes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.