Nem sempre é fácil encontrar estações de rádio que apresentem uma oferta menos "consensual" ou "comercial", principalmente quando nos ficamos pelo circuito tradicional, ligando o rádio e esperando que as frequências FM façam o trabalho por nós.

Sem querermos entrar por caminhos difíceis nem pensar em rótulos desnecessários, vamos apenas assumir que muitas vezes se revela difícil, para quem ouve música com regularidade, encontrar uma estação de rádio capaz de assegurar uma certa dose diária de novidade, fugindo às playlists repetidas até à exaustão e aos malfadados hits. Mas, acredite-se ou não, que as há, há. Só é preciso procurar.

E, neste campo como noutros, é nesta tarefa que a Internet vem ajudar. Facilitando o acesso a recursos que de outra forma nos estariam vedados ou seriam, pelo menos, de muito difícil acesso.

Cientes de que, pela sua dimensão, se pode revelar difícil pôr mãos à obra na tarefa de procurar uma estação que lhe agrade num universo como a World Wide Web, resolvemos facilitar parte do trabalho. Vamos partilhar com os nossos leitores não apenas algumas das nossas preferências, mas também serviços que, funcionando como agregadores de canais, podem dar uma ajuda na altura de encontrar uma rádio online à medida de cada um.

[caption][/caption]

É esse o caso do Live 365 Internet Radio Network, um site onde poderá encontrar generosas listagens de estações de rádio online, organizadas por estilo musical - e que também conta com uma versão móvel, disponível através de uma aplicação gratuita.

Foi na secção de música indie deste site, que encontrámos, por exemplo, a WRVU.org, uma estação de rádio "alimentada" pelos estudantes da Universidade de Vanderbilt, em Nashville, Tenesse (EUA), a emitir desde 30 de junho de 2011.

[caption][/caption]

Quem também assegura uma oferta mais ou menos variada de "canais", embora todos reunidos sob a alçada da mesma estação de rádio, é a Soma FM, onde, como os próprios fundadores explicam no site, a emissão é feita "a partir de um armazém em São Francisco".

Aqui, como em muitos outros casos, arriscamos, "tudo começou porque não havia nada de bom para ouvir no rádio…". Estávamos em 1999, e o projeto seria lançado em fevereiro de 2000, com apenas uma estação, mas atualmente já conta com 18 canais, dedicados a diferentes géneros de música. Tem ainda a seu favor o facto de viver apenas das contribuições dos ouvintes, pelo que não ouvirá publicidade.

[caption][/caption]

[caption][/caption]

Em matéria de rádios independentes online, o principal destaque irá, provavelmente, para a WFMU, que há muito assegura um papel preponderante na divulgação da música alternativa.

Para além de se afirmar como presença assídua em eventos como os festivais SWSX (em Austin, Texas) ou o Coachella (em Indio, Califórnia), com transmissões de concertos e entrevistas, aposta frequentemente na gravação de sessões ao vivo nos seus estúdios, muitas das quais estão disponíveis para visualização no YouTube.

A wfmu.org é também responsável pela manutenção de um importante arquivo de música gratuita "legal", o The Free Music Archive (FMA), de que já falámos no TeK e que serve de plataforma de divulgação para artistas e de acesso a novos temas por parte dos adeptos de música independente.

[caption][/caption]

Com uma dimensão e projeção que, arriscamos, estarão a par da WFMU, sugerimos uma passagem pela KEXP.org, uma rádio de música independente sedeada em Seattle.

Também aqui é notório e profícuo o contacto com bandas para que se deslocam aos estúdios da rádio para tocar, servindo estes como plataforma para divulgação tanto de bandas de maior dimensão como de grupos menos conhecidos, por vezes locais, que ali encontram uma forma de apresentar o seu trabalho. Para os ouvintes, esta postura traduz-se na certeza de uma oferta diversificada.

[caption][/caption]

Talvez menos "alternativa", mas com potencial para garantir uma tarde bem passada e descoberta de um lote simpático de temas que dificilmente veria incluídos nas listas de reprodução de estações nacionais, é ainda a transmissão online assegurada pela americana Indie 103.1.

Outro dos sites que vale a pena visitar é o da Radio 1190, até porque para além da música vai poder contar com reviews de álbuns, blog de notícias ou agenda de concertos - tendencialmente para os Estados Unidos e para Denver, onde se encontra sedeada a estação.

A maior parte dos serviços aqui sugeridos estão disponíveis para ouvir em streaming, com recurso ao Flash ou a leitores como o Media Player, Real Player e afins. Muitos deles asseguram também verões móveis, maioritariamente compatíveis com iPhone e Android, que apenas exigem o download da respetiva aplicação.

Para quem procura uma forma de aceder a estas rádios alternativas em mobilidade, pode apresentar-se como solução útil o serviço TuneIn, que faculta o acesso no smartphone a um leque alargado de rádios, com base na Web. Algumas das sugestões aqui referidas marcam presença no serviço, como a KEXP ou a Soma, mas recorrer à pesquisa por géneros é sempre uma opção.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.