Estamos no inverno. O frio lá fora é muito e quando abranda dá lugar à chuva. Só factores de incentivo a passar o tempo livre em casa. No calor da lareira ou do aquecimento. É esta vontade de estar mais em casa que muitas vezes funciona como um incentivo para mudar aspectos da decoração e dar um toque diferente às suas divisões preferidas.

Em tempo de crise não fica bem incentivar ao consumismo, mas a verdade é que mudar o look da sua sala ou cozinha não o obriga a gastar dinheiro. Pode bem optar por fazer algumas mudanças, usando as mobílias já disponíveis. Ou caso precise mesmo de fazer compras optar por uma loja em conta e manter baixo o orçamento. É tudo uma questão de criatividade.

Numa e noutra situação o melhor é planear tudo muito bem antes de por mãos à obra. Assim evita trabalho e despesas desnecessárias.

Se estiver para aí virado, e na sua lista de desejos para 2009 está a renovação da decoração lá de casa, ficam algumas ferramentas de acesso gratuito que podem ajudá-lo a visualizar as mudanças antes de começar de facto a fazê-las.

Começamos pelo Floor Planner. Depois de um longo período em versão beta, a plataforma entrou no final do ano passado numa versão definitiva que acrescenta um conjunto de funcionalidades e melhora as ferramentas à disposição de quem quer decorar ou redecorar a decoração lá de casa.

É possível configurar áreas, características das divisões e adicionar mobílias, chão, tapetes e vários elementos de decoração. A versão 3D permite ter uma vista mais realista do conjunto de opções que foi escolhendo para a sua casa, vista sobre uma planta, dando até a noção das sombras provocadas pelos elementos de decoram o espaço.

Existem versões Premium do serviço, mais completas no leque de funcionalidades, mas a versão gratuita serve bem as necessidades de um utilizador comum à procura de ideias.

http://imgs.sapo.pt/gfx/464547.gif

Claro que falar em planificação de casas, no que a decoração diz respeito, sem falar do IKea Planner é no mínimo estranho. A loja sueca que hoje já é mais uma loja do mundo, de tanto que se expandiu, apoia os seus clientes e futuros clientes no planeamento de cozinhas, roupeiros ou casas de banho.

O primeiro será talvez o mais útil, já que se dirige a uma das divisões mais complexas da casa e também uma das que exige maior funcionalidade: a cozinha. Os planificadores Ikea só podem ser usadas com os artigos da empresa, que online tem todo o catálogo pronto a decorar a sua cozinha. Comece pela estrutura dos móveis (igual para todos), passe para as portas, tampos, puxadores e rodapé. Se quiser componha tudo com electrodomésticos das lojas Ikea. Se não quiser, preencha os espaços em branco com caixas que representam os electrodomésticos.

A ferramenta é de facto útil. Muito útil, até porque permite ver o preço de cada peça e o preço total dos produtos escolhidos, para além de somar de forma automática todas as componentes associadas a cada móvel escolhido (dobradiças, parafusos, etc). A única falha é que, uma vez chegado à loja, o plano pode ser visto nos computadores que por lá estão, mas se quiser transformá-lo numa encomenda isso não vai tornar mais rápido o processo junto do assistente, para quem a ferramenta não tem nenhuma utilidade.

Terá que ditar um a um os móveis escolhidos, respectivas medidas, rodapés, puxadores, etc. Mesmo assim, se for comprar na loja não deixe de experimentar pois é uma forma bem prática de visualizar o que pretende e também saber quanto custa.

http://imgs.sapo.pt/gfx/464549.gif

No domínio específico das cozinhas há outra sugestão que podemos apontar. Trata-se da ferramenta da Alno, uma fabricante de cozinhas que, tal como a Ikea, permite o download gratuita de uma ferramenta de planificação para a área de preparação das refeições da casa. Outra semelhança entre as duas ferramentas é o facto de permitirem fixar janelas, portas e medidas do espaço total à vontade do cliente. Nas diferenças destaca-se a possibilidade de mudar a cor das paredes ou as configurações de luz do espaço no Alno, que o planificador da Ikea não disponibiliza.

http://imgs.sapo.pt/gfx/464546.gif

Existem também centenas de ferramentas pagas para redesenhar a decoração. O Plan3D é um exemplo. Não é caro, pelo que se as dúvidas forem muitas e pertinentes pode valer a pena. Aqui a liberdade para decorar é quase total. É possível trocar a cor das paredes, colocar papel de parede, estudar posicionamento das luzes, escolher o estilo e a cor dos móveis e muito mais. Tudo como medidas também em metros, aspecto importante a considerar que se está perante um serviço americano. A vista 3D do resultado final dá um ar bem realista ao trabalho de qualquer aspirante a designer que use o serviço.

http://imgs.sapo.pt/gfx/464550.gif

Para quem antes de tratar da decoração ainda tem de escolher a casa. Na Internet também há ajuda. Várias empresas de arquitectura disponibilizam exemplos de casas, com planta e desenho gráfico a três dimensões que podem ser uma arma para angariar novas ideias. Online, sem custos, estão vários modelos com todos os pormenores relativos a medidas, características das divisões, funcionalidades e um conjunto de outras informações. Sugerimos um saltinho ao Chatham para perceber melhor do estamos a falar. Mas também passar pelo House Plans.

O conceito é o mesmo mas nesta segunda hipótese a personalização das plantas disponibilizadas pode ser feita via Internet, sem contacto da empresa por trás do serviço, só numa de fazer experiências. Em ambos os casos o estilo americano está lá, com grandes mansões a fazer lembrar as mais tradicionais series televisivas mas, sobretudo no House Plans, as opções são vastas e vão para além de uma oferta mais tradicional e eventualmente pouco adaptada a um estilo mais latino.

http://imgs.sapo.pt/gfx/464548.gif

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.