Os serviços de email baseados na Web têm, ao longo dos tempos, vindo a ganhar importância e utilizadores, por vantagens como a comodidade de poderem ser acedidos a partir de qualquer dispositivo com ligação à Internet, a utilização gratuita ou a facilidade de utilização.

Ao longo dos anos, barreiras como o pouco espaço disponível para armazenamento das mensagens, limitações no tamanho dos ficheiros que se podem enviar e receber ou ao nível das funcionalidades dos serviços têm vindo a ser ultrapassadas, cujas capacidades se aproximam cada vez mais das soluções para desktop - embora continuem a depender da ligação à Web para estarem acessíveis.

É também notório um esforço das empresas na integração de vários serviços, que tornem estas plataformas atractivas não só enquanto serviço de email, mas pelas possibilidades que apresentam enquanto ferramentas para troca de mensagens instantâneas, conversação vídeo ou mesmo rede sociais.

Estas são algumas das tendências que têm vindo a ser seguidas por alguns dos serviços de email mais usados, tanto a nível global como em território nacional, cujas recentes melhorias apontamos hoje.

Começamos pela nova versão do Yahoo Mail, que se prepara para deixar cair a designação de "beta" nos próximas semanas. Na página de entrada do serviço os utilizadores são convidados a conhecer as novas funcionalidades, destacando-se desde logo a caixa destinada à autenticação - que pode ser feita com o ID do utilizador no Yahoo, no Google ou Facebook.

[caption]captura de imagem[/caption]

Esta primeira abordagem é sintomática de uma das principais apostas do serviço, a integração com redes sociais e serviços concorrentes, que já vinha sendo desenhada pela Yahoo na sua página inicial, por exemplo.

A beta do novo serviço de email, que a empresa garante ser duas vezes mais rápido, tinha começado a ser disponibilizada em Outubro de 2010, com o alargamento gradual aos 48 mercados em que o Yahoo Mail está presente. Entre as mudanças face a versões anteriores está - para além do login com uma conta do Facebook ou Google - a possibilidade de responder aos contactos na rede social sem sair da caixa de entrada do email.

Também as apresentações (slideshows) e links para vídeos enviados através de email passam a poder ser vistos sem sair da página do serviço - que agora também já pode ser personalizado com diferentes temas.

Enviar SMS e mensagens instantâneas (com contactos também do Facebook) são outras das novidades, bem como uma barra de Actualizações (Updates) que permite publicar no Facebook, Twitter e Zynga sem sair do email.

Foram também incluídas no serviço aplicações de terceiros, como a do YouSendIt - para envio de ficheiros muito "pesados". A título de anexo, passou a ser possível enviar ficheiros até 100 MB.

O email passa ainda a contar com um sistema de priorização, que puxa para o topo da lista de mensagens aquelas que são enviadas por aqueles que constem da lista de contactos do utilizador.

Esta novidade coincide com a introduzida pelo concorrente Gmail, anunciada em Agosto do ano passado, mas que só esta semana começou a ficar disponível nas caixas de correio de utilizadores em território nacional.

A funcionalidade, que foi na altura explicada pelo TeK, propõe uma forma mais eficaz de organizar os emails, propondo-se "perceber" quais as mensagens mais importantes para os utilizadores com base nos seus hábitos no que respeita ao "tratamento" do correio.

[caption]imagem da Google[/caption]

Mensagens provenientes de contactos a quem mais envia emails, ou cujos emails costuma ler e responder, serão automaticamente incluídos na lista de emails importantes. A classificação pode ser alterada pelo utilizador, o que também ajudará o sistema a melhorar as suas capacidades de "adivinhação".

Pela mesma altura, o serviço de email da Google introduziu a possibilidade de gerir várias contas de email através de uma só caixa.

O utilizador que tenha várias contas no Gmail pode definir um login principal ao qual são associadas todas as suas contas, que poderá controlar após uma única autenticação no serviço. Assim pode ir "saltando" entre as diferentes contas e gerindo os conteúdos associados a cada uma delas, sem fazer log in e log out.

Outra das novidades apresentadas mais ou menos na mesma altura é a possibilidade de transferir para o computador ficheiros anexados ao email através de "drag and drop", ou seja, arrastando os itens do browser para o PC - como se faz entre pastas no computador.

A funcionalidade está disponível tanto na transferências de ficheiros recebidos no email, como para anexar ficheiros a uma mensagem que se vá enviar, mas ainda não é suportada por todos os browsers. Uma coisa é certa: no Chrome funciona.

O serviço de email, que conta com comodidades como os temas para personalização do aspecto da caixa de email, a possibilidade de colocar "etiquetas" nas mensagens, a troca de mensagens instantâneas (chat) ou a videoconferência, apresentou nos últimos tempos outra novidade, que ainda não tem data para chegar a Portugal. Trata-se de uma adaptação do serviço Google Voice, que permite receber chamadas de telefones no email, mas tudo indica que por essa ainda teremos de esperar…

Outro dos investimentos ao nível da integração passou pelo Buzz, uma rede social para utilizadores de serviços da Google, que acabou por gerar mais polémica que adesão, numa sucessão de queixas e desenvolvimentos de que o TeK foi dando conta.

O Hotmail, outro dos gigantes no que ao webmail concerne, também tem vindo a passar por um profundo processo de remodelação, que mesmo terá demorado mais tempo do que o inicialmente previsto pela Microsoft.

Também aqui a tónica é colocada numa profunda integração com os serviços online da empresa, denominados Windows Live.

Acesso ao Messenger, uma espécie de rede social onde os utilizadores podem consultar os perfis daqueles que estão na sua rede de amigos e fazer actualizações de estado (como fazem no Twitter e Facebook) são algumas das valências com que o email da gigante de Redmond passou a contar.

[caption]imagem da Microsoft[/caption]

No último Verão a empresa anunciava estar finalmente concluído o processo de actualização, onde se incluíam ainda novidades como a partilha instantânea de ficheiros e pesquisa na Web sem sair do site, através do Bing, que também pode ser usado para procurar conteúdos dentro do próprio email.

O interface de utilização foi alterado, para ter um aspecto mais "minimalista", e o serviço ganhou um filtro de Spam mais eficaz e maior velocidade na execução das tarefas, segundo a companhia.

Também ao nível do tamanho dos ficheiros que se podem enviar com os emails foram feitas melhorias, passando a ser possível remeter documentos anexos até ao limite de 10 GB numa só mensagem, mas a empresa avisou, logo em Setembro, que já estavam na calha novas alterações.

[caption]Sapo Mail[/caption]

Quem também tem sofrido remodelações importantes é o Sapo Mail, onde se incluem alterações ao nível do interface de utilização, funcionalidades e capacidade de armazenamento.

A mais recente aconteceu no início deste mês, quando duplicou o espaço disponível para guardar emails, passando a permitir armazenar até 10 GB de emails, ao invés dos 5 GB anteriormente disponibilizados por conta.

Entre as funcionalidades oferecidas encontra-se, por exemplo, a integração do serviço de chat do Sapo, para troca de mensagens instantâneas, o acesso ao serviço de email através de plataformas móveis e o filtro anti-spam.

Segundo explica o Sapo, a plataforma anti-spam disponibilizada foi desenvolvida pela AnubisNetworks e com ela foram instalados métodos de filtragem dos emails para aumentar a segurança das contas. O utilizador pode ainda escolher o nível de sensibilidade do filtro anti-spam e adicionar endereços à "whitelist". Estes critérios determinam se um email recebido é colocado na caixa de entrada, na pasta de Spam ou alvo de bloqueio directo.

Joana Martins Fernandes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.