Assinala-se hoje o Dia Internacional da Solidariedade. A data pode ser mais uma efeméride com direito a espaço no calendário, ou o rastilho necessário para acordar quem pretende deixar uma marca no mundo, que também se faça de acções desenvolvidas a pensar nos outros.



Se está numa daquelas fases de análise da vida com uma vazio para preencher e tem a sensação que este pode ser o caminho, aproveitamos a data marcada no calendário mundial para lhe deixar algumas dicas.



Para dar o primeiro passo nem é preciso sair de casa e em alguns casos para dar os restantes também não. Para que não lhe faltem ideias - se delas precisar - deixamos algumas sugestões. De utilização simples podem ajudar a mudar a vida de quem as recebe, e de quem as faz.



Um bom ponto de partida para recolher algumas ideias é o site da Associação Bem-Haja. Aqui pode aceder a um directório com centenas de instituições sem fins lucrativos, a partir do qual pode aumentar o seu conhecimento sobre o leque de organizações disponíveis para receber ajuda.



No mesmo site também pode encontrar informação diversa sobre acções que vão acontecendo um pouco por todo o país. Nem todas as áreas disponíveis estão actualizadas e também encontrará algumas insuficiências ao nível do design, mas o site fornece algumas pistas interessantes para uma primeira abordagem ao tema.

[caption]Voluntariado[/caption]

Mas para quem pretende colocar no terreno a sua solidariedade e traduzi-la em tempo livre para ajudar outros, o site do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado é A Morada. Até chegar ao terreno pode, por via online, encontrar aqui toda a informação que precisa.



A plataforma tem informação diversa sobre projectos e iniciativas de voluntariado. Na área Seja Voluntário pode ficar a conhecer organizações à procura de voluntários por concelho, tipo de actividade ou população alvo. Também há informação sobre voluntariado empresarial.



E se ao reservar um hotel também puder activar a sua disponibilidade para ser solidário? Pode. A proposta é da bookandhelp.com. O site é um afiliado da plataforma booking.com, uma central online de reservas e propõe uma doação mínima de 2 euros, por cada noite reservada a partir da sua morada electrónica. Para o utilizador a doação não tem custos e os preços praticados são os mesmos que encontraria no site original. Na lista de organismos que beneficiam do apoio estão associações portuguesas.

[caption]BATTA[/caption]

Num registo diferente deixamos também a sugestão de uma passagem pela Bolsa de Ajudas Técnicas e Tecnológicas de Apoio. A ideia do projecto, da responsabilidade da Associação VIDA - Valorização Intergeracional e Desenvolvimento Activo e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian é fazer convergir vontades.


Entre instituições ou entre instituições e particulares, a BATTA serve para colocar em contacto quem tem algo para dar e quem precisa de receber. A utilização do site é totalmente gratuita, exige apenas registo. As ajudas disponíveis podem dar-se, emprestar-se ou alugar-se. Os destinatários são pessoas com deficiência ou com incapacidade temporária.

[caption]Fundação do Gil[/caption]

Quando faz compras também pode ser solidário. Por exemplo, tirando partido da nova parceria entre o Continente Online e a Fundação do Gil. A proposta é simples. Vá fazendo compras e escolhendo alguns produtos. Na hora de pagar encaminhe-os para a fundação. O supermercado que lhe leva as compras feitas online a casa, também as leva à Casa do Gil.


Se não quer esperar pelas suas próximas compras e pretende ir ao site só mesmo para fazer algumas compras que quer encaminhar para a Casa do Gil, fica desde já a saber que o Continente oferece-lhe o próximo serviço de entrega de compras ao domicilio.



A nível internacional pode ainda encontrar uma oferta alargada de sites que lhe pedem apenas um clique para contribuir para diversas causas. O donativo, em comida, é assegurado pelos patrocinadores, marcas que desta forma aumentam a visibilidade e ainda asseguram a proximidade a boas causas. Se o utilizador pretender, pode também comprar produtos destes fabricantes, aumentando o seu contributo para os projectos apoiados.


A funcionar nesta lógica citamos dois entre vários exemplos possíveis: The Hunger Site ou o Free Rice, que já falámos outras vezes.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Terminamos com uma proposta nacional, que também não exige deslocações físicas. O desafio é da TMN, que neste Dia Internacional da Solidariedade se propõe doar 5 por cento da facturação da Loja Online ao refúgio Aboim Ascensão. Aos clientes da operadora móvel cabe fazer compras.



E ficamos por aqui, com a certeza que estamos longe de ter esgotado o tema, que já passou pelo TeK outras vezes e voltará certamente a ter espaço no futuro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.