A permanente exposição online dos computadores eleva igualmente o risco de ataques de malware, seja através de websites potencialmente maliciosos ou emails que tentam enganar os utilizadores através de campanhas de phishing.

Existem diversas soluções de proteção antivírus, a começar pelo próprio Windows Defender, em que pode definir parâmetros relativos à firewall, nos diferentes perfis do sistema operativo. Aqui pode definir as regras de bloqueio a programas ou ligações potencialmente maliciosas.

Se tem receio de eventuais ataques que coloquem em risco documentos ou ficheiros importantes que tenha no computador, existem outras funcionalidades do Windows 10 e Windows 11 que pode ativar para garantir maior segurança. E são muito simples, bastando apenas ativá-las para garantir e proteção.

Conheça as quatro funcionalidades que pode ativar para elevar a segurança:

1 – Ative a Proteção de Ransomware

É tão simples como ligar um interruptor: pesquise no Windows “Proteção contra ransomware” e vai encontrar um quadro com a opção desligada por defeito. Ao ativar esta funcionalidade, os ficheiros, pastas e áreas de memória do computador passam a estar protegidas contra alterações que não sejam autorizadas por aplicações não conhecidas.

Outra vantagem ao ativar esta opção é que o sistema permite recuperar os dados no caso de ataque de ramsonware, para tal, terá de configurar o OneDrive (armazenamento em cloud) para fazer o backup dos ficheiros.

2 – Encriptação de ficheiros através do Bitlocker

Mais uma vez, procure no Windows por “Encriptação de Unidade BitLocker” para aceder ao quadro de configuração. Esta opção ajuda a proteger os ficheiros e pastas contra o acesso não autorizado das unidades do computador através do BitLocker. E até pode configurar uma pen, para que tenha uma unidade móvel protegida.

O que a aplicação faz é encriptar os ficheiros, ligando-os à sua conta da Microsoft, em sincronização com o chip TPM do computador. Neste caso é criada uma chave de recuperação que pode ser utilizada a partir do ecrã de restauro do Windows. De notar que esta opção apenas está disponível nas versões Pro do Windows 10 e 11.

3 – Experimente ficheiros e aplicações em ambiente sandbox

A opção de sandbox, introduzida recentemente pela Microsoft, permite lançar uma máquina virtual no seu computador. É como se fosse o Windows, mas sem afetar realmente o seu sistema operativo, caso alguma aplicação ou ficheiro esteja infetado com malware.

Para ativar esta opção, deve pesquisar por “funcionalidades do Windows” e ligar na lista a opção Windows Sandbox. Depois de ativar, deve reiniciar o PC, permitindo testar as aplicações que tenha dúvida da sua segurança. De notar que a instalação das aplicações não é permanente, por isso, caso a queira manter depois, terá de instalar no Windows “real”.

4 – Configure as opções de privacidade

Pode ativar ou desativar funcionalidades relacionadas com a privacidade dos utilizadores, relacionado com a publicidade, por exemplo. Pode desativar as permissões do Windows para a melhoria dos resultados de pesquisa, por exemplo, ou sobre os conteúdos sugeridos na aplicação das definições.

O How To TeK é a rubrica do SAPO TeK que pretende ajudar todos os utilizadores em tarefas simples (mas que parecem complexas) na utilização de computadores e telemóveis. Se tiver sugestões de truques que quer ver esclarecidos envie um email para geral@tek.sapo.pt.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.